Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 19 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
PMMC COVID LAR

Propaganda eleitoral

27 AGO 2016 - 08h00

A propaganda eleitoral é hábil em realizar um importante papel no processo de decisão do voto.

O ponto alto de qualquer campanha no Brasil é o início do horário gratuito de propaganda eleitoral, que geralmente ocorre um mês e meio antes do pleito e se estende até três dias antes das eleições. É quando de fato a campanha acontece e os eleitores despertam para “hora da política”.

Uma função do horário eleitoral é prover o eleitor de informações seguras para que possa decidir o voto, diminuindo a incerteza que caracteriza a decisão eleitoral. Ele pode satisfazer uma demanda cognitiva que está intimamente relacionada à necessidade de integração interna. Outra demanda que se vê atendida pelos espectadores/ouvintes do horário eleitoral diz respeito à necessidade de segurança e estabilidade emocional, pelo incremento da credibilidade em relação aos candidatos, obtido com o conhecimento adquirido e maior compreensão do cenário. A confiança e a segurança despertada pelos candidatos está vinculada à garantia percebida em relação às realizações futuras. Ganham, portanto, relevância as características pessoais dos candidatos.

Ontem, a propaganda eleitoral no rádio e na televisão começa em todos os estados, exceto no Distrito Federal, onde não há eleições para prefeito e vereador. Nas eleições deste ano, o período de propaganda foi reduzido de 45 para 35 dias, com as mudanças provocadas pela minirreforma eleitoral (Lei 13.165/2015). O primeiro turno do pleito será realizado no dia 2 de outubro.

A propaganda para os candidatos a prefeito será das 7 horas às 7h10 e das 12 horas às 12h10 no rádio. Na televisão, os programas serão das 13 horas às 13h10 e das 20h30 às 20h40, de segunda a sábado. A nova norma acabou com a propaganda em bloco para o cargo de vereador. As inserções de candidatos a prefeito e a vereador serão veiculadas de segunda a domingo, ao longo das programações, das 5 horas à zero hora.

As mudanças na propaganda eleitoral promovidas pela Lei nº 13.165/2015 foram significativas, e vão desde a redução do período em que pode ser realizada até a ampliação do conceito de carro de som.

O tempo de programa no rádio e TV também foi reduzido, acabando com a propaganda fixa nas eleições para o cargo de vereador, que somente será veiculado na forma de inserções.

O site/portal novoeleitoral.com, que já noticiou as principais alterações promovidas na legislação eleitoral e partidária, agora explica, em detalhes, o que muda na propaganda eleitoral. Essas mudanças foram orientadas por uma teórica redução dos custos das campanhas eleitorais.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias