Envie seu vídeo(11) 4745-6900
domingo 28 de novembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/11/2021

Queda na taxa de transmissão

23 OUT 2021 - 05h00

A transmissão do novo coronavírus (Sars-CoV-2) continua em queda, segundo o boletim do Observatório Covid-19, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). 
Outra boa notícia. O documento informa ainda que as taxas de ocupação de leitos de UTI para adultos no SUS mantêm-se relativamente estáveis, com 25 estados e 23 capitais fora da zona de alerta e com a maioria abaixo de 50%.
Segundo especialistas, a taxa de transmissão é uma das principais referências para se acompanhar a evolução epidêmica do Sars-CoV-2 no país. No entanto, especialistas costumam ponderar que é preciso acompanhá-la por um período prolongado de tempo para avaliar cenários e tendências, levando em conta o atraso nas notificações e o período de incubação do coronavírus.
Por ser uma média nacional, o Rt também não indica que a doença esteja avançando ou retrocedendo da mesma forma nas diversas cidades, estados e regiões do Brasil. Além disso, a universidade britânica afirma que a precisão das projeções varia de acordo com a qualidade da vigilância e dos relatórios de cada país.
Na edição de ontem, o DS trouxe reportagem mostrando que o Alto Tietê chegou nesta quinta-feira (21) ao 12º dia consecutivo com queda na taxa de transmissão da Covid-19. 
De acordo com dados da plataforma SP Covid Info Tracker, a região atualmente está com a taxa de transmissão de 0,70. A proporção indica que 100 pessoas podem infectar até outras 70 pelo vírus.
Desde o dia 9 de outubro, a taxa vem caindo diariamente na reta limite de reprodução do vírus. Naquele dia, a taxa de transmissão era de 0,98 (100 pessoas infectariam 98).
De acordo com a plataforma, a taxa representa que a região está com “provável controle da transmissão” ao mesmo tempo em que a vacinação avança nas cidades, e a tendência é o índice cair ainda mais nos próximos dias.
Para se ter ideia, a taxa alcançada nesta quinta-feira não é atingida desde o dia 28 de agosto. Durante o mesmo mês, a região chegou à menor taxa registrada desde o início do ano, com 0,62 no dia 25.
A plataforma indica ainda, que o número médio de dias para a resolução dos casos de Covid-19 na região é de 16 dias. Isto é, período para que se tenha a recuperação plena do indivíduo ou o óbito após o período de internação.
A plataforma é gerida por meio da Universidade Estadual Paulista (Unesp), da Universidade de São Paulo (USP) e do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (Cemeai).
Apesar da que da taxa, é importante que as medidas de restrições e os protocolos sanitários sejam mantidos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias