Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 19 de novembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/11/2019
PMMC MIGO
Pmmc Refis 2019
PMMC SEGURANÇA
Pmmc maternidade
PMMC NOVEMBRO AZUL

Raio-x do funcionalismo

27 AGO 2015 - 08h00

Estudo Perfil dos Estados e dos Municípios Brasileiros 2014, divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apresenta dados importantes sobre o funcionalismo público e a situação nas repartições públicas do País. Os dados apontam que 90% dos municípios brasileiros têm página na internet.



Dados da região também estão sendo divulgados. O DS traz na edição de hoje, que o número de funcionários aumentou em dez anos.

Atualmente, o País tem dificuldades para acomodar suas despesas dentro dos limites do orçamento e para contratar gente para algumas áreas com carência de pessoal.

A máquina administrativa precisa se manter em funcionamento. Por isso, assusta o número de contratações desnecessárias, segundo especialistas, que pesam sobre as contas públicas e sobre os ombros do contribuinte. No escalão mais alto do governo federal, 39 ministros respondem diretamente à presidente da República, cada um deles com seu séquito de assessores. Nesta semana, o governo federal anunciou que vai reduzir o número para 29 e “cortar” dez ministérios. Uma forma importante de reduzir os custos com o funcionalismo.

O normal, em nações desenvolvidas, é haver de 15 a 20 ministros, garantem especialistas.

Outro dado importante divulgado pela pesquisa, em nível nacional, é que quase metade das páginas (2.430) tem fonte de informação, recebe informações e dados de cidadãos, empresas e outros órgãos. Cerca de 31,3% (1.548) são páginas na internet que permitem pagamento de contas, de impostos, matrículas ou de inscrições, chamadas transacionais. Além disso, 17% (857) são páginas apenas informativas.

Levantamento feito dois anos antes (2012), pelo IBGE, mostrava quadro bastante diferente em relação aos municípios com páginas na internet: 65,3% das cidades tinham páginas apenas informativas, 26,8% dos municípios tinham páginas interativas e apenas 6,8%, transacionais.

A pesquisa de 2014 mostra que todas as administrações estaduais exibem páginas na internet que oferecem ao cidadão a possibilidade de realizar transações como pagamento de contas, de impostos, de matrículas ou de inscrições.

Os dados são importantes e servem como forma de manter as estratégias dentro das repartições públicos mantendo seu pleno funcionamento.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias