Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 04 de março de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 04/03/2021

Reciclagem de lixo

16 FEV 2021 - 05h00

A reciclagem é o processo de reaproveitamento do lixo descartado, dando origem a um novo produto ou a uma nova matéria-prima com o objetivo de diminuir a produção de rejeitos e o seu acúmulo na natureza, reduzindo o impacto ambiental.
Portanto, reciclar é preciso para garantir melhor qualidade de vida ao cidadão.
Há alguns casos em que a reciclagem também reduz o consumo de energia.
A necessidade de reduzir os impactos ambientais na sociedade vem permitindo ao setor industrial intensificar o reaproveitamento dos resíduos gerados nos processos produtivos. Além da redução de custos com o descarte, a reutilização destes materiais pode resultar em benefícios consideráveis para as empresas, transformando o que iria para o lixo em lucro.
Na semana passada, o DS trouxe reportagem mostrando o interesse e a necessidade de as cidades reciclarem seu lixo.
Só para se ter uma ideia, o Alto Tietê recolhe, por mês, pelo menos 21 mil toneladas de resíduos recicláveis. Os números representam a soma de todas as cidades. Apenas Itaquaquecetuba não faz coleta seletiva de resíduos, mas afirmou que existem projetos para a realização de serviço. 
Ao todo, a cidade produz cerca de 7,5 mil toneladas de resíduos. 
Em Biritiba Mirim, a prefeitura informou que trabalha na renovação de contrato com a cooperativa atuante no município. A previsão é de um trabalho em conjunto com a cooperativa, visando “executar atividades de conscientização e efetivar um cronograma de trabalho junto aos bairros para a coleta dos recicláveis”. Segundo a Secretaria Municipal de Obras do município, a cidade recolhe 500 toneladas por mês.
Por meio da contratação Cooperativa Guararecicla, a coleta seletiva em Guararema foi iniciada em 2017. 
A reciclagem de lixo é importante, mas é preciso criar campanhas de conscientização também entre a sociedade.
Hoje, a maioria dos brasileiros ainda desconhece o funcionamento da reciclagem. Uma pesquisa do Ibope de 2018 mostra que 66% da população sabe pouco ou nada sobre coleta seletiva, e 39% não separam o lixo. Outro levantamento, este de 2019 feito pelo instituto Ipsos, revelou que 54% dos brasileiros não entendem como funciona a reciclagem em sua região — no restante do mundo, esse índice é de 47%, em média. 
De acordo com dados da Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), em 2016 a média de produção de lixo per capta no Brasil era de 1kg/dia. Considerando que somos quase 208 milhões de habitantes, conforme estimativa do IBGE (2017), é possível ter uma noção da quantidade de “lixo” que é gerada anualmente em todo o Brasil. Só em 2016, foram mais de 78 milhões de toneladas. Entretanto, não há dimensão do problema que isso representa, uma vez que com a coleta pública de resíduos, que na maioria das cidades ocorre, no mínimo, três vezes por semana, é muito simples conviver com essa realidade. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias