Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 28 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ

Recuperação e óbitos

03 SET 2020 - 05h00
Os casos de coronavírus no Alto Tietê preocupam muito por conta dos números apresentados até agora. O mundo inteiro, na verdade, luta contra o vírus. Há países que conseguiram controle dos casos, outros, como o Brasil, ainda lutam para conter os avanços da Covid-19.
No Alto Tietê a situação não é diferente. O trabalho das autoridades de saúde têm sido intensos. Os protocolos de saúde têm sido publicados com expectativa de conscientização da população.
Na edição de segunda-feira, o DS trouxe reportagem mostrando que Alto Tietê registrou 271 novos pacientes recuperados da Covid-19 nos últimos três dias e taxa de curados sobre infectados chega a 65%. São 14.285 pacientes recuperados do vírus. A região também registrou 14 novas mortes e total chega a 1.204. Com isso, taxa de letalidade do coronavírus está em 5,48%.
É importante que o trabalho contra a contaminação do coronavírus continue, com a população respeitando as orientações das autoridades de saúde. São essas orientações que podem preservar mais vidas.
Individualmente, alguns municípios estão tentando reduzir os casos.
Em Mogi, por exemplo, possui o maior índice, com 4.690 recuperados. Enquanto Salesópolis o menor, com 167. Em Suzano foram 160 novos recuperados.
Em janeiro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou que o surto da doença causada pelo novo coronavírus (Covid-19) constitui uma Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional – o mais alto nível de alerta da Organização, conforme previsto no Regulamento Sanitário Internacional. 
Em 11 de março de 2020, a Covid-19 foi caracterizada pela OMS como uma pandemia.
A Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) tem apoiado diariamente as ações do Ministério da Saúde do Brasil na resposta à Covid-19 desde janeiro de 2020.
Antes do primeiro caso notificado da doença na América Latina, a OPAS organizou em fevereiro, junto com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Ministério da Saúde do Brasil, um treinamento para nove países sobre diagnóstico laboratorial do novo coronavírus. Participaram da capacitação especialistas da Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Panamá, Paraguai, Peru e Uruguai.
Durante a atividade, os participantes fizeram um exercício prático de detecção molecular do vírus causador da Covid-19, além de revisarem e discutirem sobre as principais evidências e protocolos disponíveis. 
Ou seja, o trabalho das autoridades prossegue na tentativa de conter a doença, enquanto uma vacina não chega oficialmente.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias