Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quarta 21 de abril de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/04/2021

Rede de solidariedade

26 MAR 2021 - 05h00
Neste período difícil de pandemia, muitas pessoas estão passando necessidades, sem alimentação. A situação é difícil não somente no Alto Tietê, mas em todo o País.
O fato é que a pandemia do coronavírus espalhou temor entre os brasileiros. 
Mudou hábitos, afastou pessoas, enlutou famílias. E, por isso mesmo, também estimulou o surgimento de uma rede de solidariedade imensa.
É preciso contribuir, de forma solidária, para quem precisa. O Jornal Diário de Suzano (DS) lançou no ano passado o programa ‘Diário Solidário-DS’ com objetivo de publicar reportagem com os nomes das entidades que recebem doações e podem ajudar as pessoas necessitadas.
A situação é difícil. No Estado de São Paulo, a Secretaria de Desenvolvimento Social afirma que, desde o início da pandemia da Covid-19, promove ações para auxiliar moradores de comunidades e favelas no enfrentamento à doença. Segundo a secretaria, o Programa Alimento Solidário distribuiu mais de 1,5 milhão de cestas de alimento para famílias em situação de extrema pobreza nas 6 Regiões Metropolitanas do Estado. 
O Governo também fala sobre as iniciativas envolvendo o Bom Prato. 
O Programa Bom Prato, por exemplo, ligado à Secretaria de Desenvolvimento Social, já serviu mais de 33 milhões de refeições, sendo mais de 670 mil de forma gratuita para a população em situação de rua e cadastrada pelos municípios.
Neste momento de combate ao novo coronavírus, a solidariedade se tornou uma das principais armas contra a pandemia. Muitos voluntários têm se mobilizado para ajudar pessoas em estado de vulnerabilidade.
Mas ainda é pouco. É preciso ampliar o leque da solidariedade.
Na Capital Paulista, por exemplo, por meio da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania, o projeto Rede Cozinha Cidadã continua sendo executado durante a situação de emergência decretada na cidade. Até o momento já foram distribuídas desde 23 de abril de 2020 a 11 de março deste ano 222 mil litros de água e 2.295.035 refeições, em parceria com os restaurantes credenciados.
O programa Cidade Solidária já doou desde o início da pandemia 2.428.976 cestas básicas para ajudar pessoas em situação de extrema vulnerabilidade. A população pode doar cestas de alimentos e de higiene e limpeza em oito pontos de drive-thru distribuídos na cidade e também doar dinheiro para um fundo que viabilizará a aquisição de cestas. 
É importante que a rede de solidariedade se fortaleça para atender o maior número de pessoas, uma vez que a fome não espera.
Os projetos de ações sociais precisam ser fortalecidos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias