Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 24 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2020
PMMC NOVEMBRO AZUL
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC MULTI 2020 NOV

Refeições gratuitas

28 OUT 2020 - 05h00
A polêmica em torno de manter ou não as refeições gratuitas no Bom Prato chegou à Justiça.
Suzano mantém uma unidade do restaurante. 
O DS trouxe reportagem, na edição de ontem, que a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo informou que está prestando os esclarecimentos necessários, quanto ao atendimento gratuito nos restaurantes Bom Prato.
A iniciativa foi criada em caráter emergencial e temporária para garantir a segurança alimentar das pessoas em situação de extrema vulnerabilidade social durante a pandemia do coronavírus.
Na semana passada, a Justiça de São Paulo deferiu liminar que obriga o governo do Estado de São Paulo a retomar em até 72 horas a gratuidade das refeições fornecidas pela rede de restaurantes Bom Prato a moradores de rua, cancelada no último dia 30 de setembro.
Os restaurantes Bom Prato oferecem café da manhã por R$ 0,50 e almoço e jantar por R$ 1 cada. 
Nos últimos seis meses, período mais crítico da pandemia da Covid-19, com restrições do trânsito de pessoas e o fechamento do comércio, as 59 unidades do Bom Prato ampliaram a oferta de refeições em 60%, passando a servir 3,2 milhões de refeições por mês, além de adaptar o serviço para retirada em embalagens descartáveis. Neste período, foram distribuídas mais de 18,9 milhões de refeições, entre café da manhã, almoço e jantar, sendo 480,2 mil gratuitas, a partir de outra iniciativa criada excepcionalmente pelo Governo de São Paulo para o atendimento à população em situação de rua. 
Criado em dezembro de 2000 pelo Governo do Estado de São Paulo, o Programa Bom Prato tem como objetivo oferecer para a população de baixa renda refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível, servindo diariamente mais de 93 mil refeições.
Desde a inauguração do programa, foram servidas mais de 224 milhões refeições e investidos mais de R$ 661 milhões entre custeio das refeições, implantação e revitalização das unidades. O programa é coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e conta com uma rede de restaurantes em funcionamento.
Portanto é importante que seja mantido para beneficiar ainda mais pessoas carentes.
Os usuários estão sendo comunicados previamente em relação às readequações de funcionamento. 
Durante a pandemia, a Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo distribuiu gratuitamente em 50 dias de operação 3.935 refeições gratuitas nas unidades do Bom Prato no Alto Tietê para as pessoas em vulnerabilidade e em situação de rua. 
Foram distribuídos 438 refeições gratuitas em Suzano; 118 em Ferraz de Vasconcelos; 720 em Itaquaquecetuba, e 2.659 em Mogi das Cruzes.
E é importante, na medida do possível, que este trabalho contínuo seja mantido.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias