Envie seu vídeo(11) 4745-6900
sábado 27 de fevereiro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/02/2021

Riscos no transporte público

20 SET 2016 - 08h00

O DS trouxe na edição de domingo reportagem mostrando que a situação das linhas de ônibus em Suzano não são tão tranquilas. Existem crimes, sobretudo roubos, contra os passageiros. A preocupação é grande. Os usuários pedem providências e, tanto a empresa como a polícia garantem que as providências estão sendo tomadas.

Na edição de domingo, a reportagem mostrou que as linhas de ônibus que circulam pelo Jardim Leblon e Duchen via Jardim Dora, em Suzano, são consideradas as mais perigosas da cidade.

Os passageiros circulam por essas linhas com certo receio. Medo de serem assaltados por bandidos.

A situação pode ser amenizada à medida em que providências sejam tomadas. Como está é que não pode ficar, dizem os passageiros.

Segundo a apuração do DS, de 2012 até este mês foram registradas 30 e 31 ocorrências de assalto, respectivamente, nos veículos que trafegam pelos dois bairros, ambos localizados no Distrito de Palmeiras. O balanço faz parte de levantamento divulgado pela Radial Transporte, concessionária responsável pelo transporte coletivo municipal.

Os números, com certeza, preocupam porque colocam em grande risco uma quantidade grande de passageiros que costumam utilizar o meio de transporte.

Segundo os dados da Radial, que apresentam números fechados de 2012, 2013, 2014 e 2015, além de informações de janeiro a setembro deste ano, a linha Terminal Palmeiras Duchen, via Jardim Dora, registrou o total de 31 assaltos desde 2012, sendo que no ano passado foram 15 ocorrências e neste ano quatro.

Já a linha Terminal – Jardim Leblon teve mais casos em 2014 e 2015, quando foram computados oito e 10 assaltos aos ônibus, respectivamente.

Com 21 e 20 casos aparecem as linhas Terminal – Jardim Varan e Palmeiras – Caulim. Na primeira região, em 2013, foram registrados 10 casos, os anos seguintes aparecem com três, quatro e duas ocorrências. Já a segunda área teve aumento de três para sete casos de 2014 para 2015, sendo que neste ano os coletivos de Palmeiras – Caulim sofreram apenas um ataque de bandidos.

Os números são importantes porque servem para que as autoridades tomem providências e fazem planejamento na tentativa de resolver a situação.

De acordo com o levantamento, apenas 26,08% das linhas são seguras. Para se ter uma ideia, das 23 linhas que atendem Suzano, apenas seis delas não foram alvos de criminosos nos últimos anos, são elas: Terminal – Sesc, Terminal – Jardim Campestre, Terminal – Fazenda Viaduto, Jardim Colorado – Estação, Cia. Suzano – Palmeiras e Miguel Badra Alto – Shopping.

É preciso garantir a segurança necessária para que os passageiros possam seguir sua viagem com maior tranquilidade

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias