Envie seu vídeo(11) 4745-6900
terça 16 de agosto de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 16/08/2022
SESC AGOSTO 2022

Segurança no campo

26 JUL 2022 - 05h00

A falta de segurança não está presente apenas na zona urbana, nas cidades centrais, mas também no campo.
O sucesso do agronegócio e o avanço da agricultura e da pecuária – setores que nos últimos anos se tornaram locomotivas da economia brasileira – passaram a atrair a atenção de criminosos de todas os matizes.
Na semana passada, o DS trouxe reportagem mostrando que é importante que o Poder Público invista na segurança no campo.
No Alto Tietê, seis cidades têm o patrulhamento rural. O trabalho é ofertado aos moradores da zona rural que sofrem com a criminalidade nas plantações.
Os dados são das cidades de Suzano, Mogi das Cruzes, Ferraz de Vasconcelos, Poá, Santa Isabel e Guararema. Itaquaquecetuba não entra na contagem.
Em Suzano, a Polícia Militar é responsável por realizar o patrulhamento rural do município. Além disso, tem o apoio da Secretaria Municipal de Segurança Cidadã, que dispõe de equipes para fazer o patrulhamento em zonas rurais. Também presta apoio em operações específicas.
Em casos de emergência, os moradores de todo o município podem acionar a Guarda Civil Municipal (GCM) pelo número 153.
A Guarda Municipal de Mogi das Cruzes conta com a Patrulha Rural, que realiza a fiscalização nas áreas mais afastadas da região central. No dia 14, a patrulha recebeu mais dois veículos para aumentar a frota do agrupamento. A patrulha possui veículo específico que percorrem as estradas vicinais do município.
A reportagem do DS mostrou que a Patrulha Rural é um projeto da Prefeitura para a segurança pública do município. O trabalho aproxima a Guarda Municipal dos produtores e moradores da zona rural. O serviço ofertado atua também em ocorrências de preservação ambiental, em conjunto com a Patrulha Ambiental. As denúncias para a Guarda Municipal podem ser feitas por meio do telefone 153, da Ciemp, que funciona 24 horas por dia.
Por causa dos produtores rurais e agricultores que o agronegócio tem se ampliado e transformado nas últimas décadas. 
De acordo com pesquisa do Sebrae, 71% dos donos de microempresas estão no campo. Trabalhar no campo, diariamente, preparando o solo, manejando as pragas e doenças nas lavouras, com intuito de elevar a produtividade, é um trabalho árduo que estes cidadãos exercem para alimentar a sociedade brasileira. É como diz o velho ditado, "se o campo não planta, a cidade não janta". 
É importante que os produtores tenham condições de desempenhar seus trabalhos com segurança. Por isso, a expectativa de novos projetos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias