Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 24 de novembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC MULTI 2020 NOV
PMMC NOVEMBRO AZUL

Segurança no Centro

09 DEZ 2015 - 07h00

A população de Suzano deve começar a perceber, a partir de hoje, o aumento do número de policiais militares (PMs) na área central. A ação faz parte da “Operação Natal Seguro 2015”. Em virtude das festividades de final de ano, a medida é necessária para evitar furtos e roubos. Afinal, há maior circulação de pessoas e também de dinheiro, fatores propícios à atuação de criminosos.

A presença de agentes de segurança visa inibir a atuação de bandidos e também criar uma sensação de tranquilidade a comerciantes e clientes que circulam pelo Centro no período.

Para auxiliar o trabalho dos PMs, a Prefeitura, em parceria com a Associação Comercial e Empresarial (ACE) de Suzano, está instalando altas plataformas, que, acima dos níveis das calçadas, ajudarão policiais a fiscalizar melhor o movimento pelas principais ruas da área central.

Hoje, os equipamentos já estão totalmente à disposição dos agentes de segurança pública.

Três pontos passarão a ter o reforço no Centro: as praças João Pessoa e dos Expedicionários, além do cruzamento das ruas General Francisco Glicério e Monsenhor Nuno.

Além do palanque, os PMs ainda utilizarão binóculos e apitos náuticos. O material foi entregue ontem pela associação.

O método de instalação de plataformas usadas pela PM em dezembro já vem sendo implantado há alguns anos em Suzano. É uma ação semelhante ao que já acontece em alguns pontos da Capital. Em determinadas áreas da Avenida Paulista, por exemplo, militares fazem a vigia por meio de plataformas e também de guaritas. A medida também é empregada há anos durante o período de festividades.

Apesar da iniciativa empregada, o fato de mais policiais estarem nas ruas não significa que o quadro empregado na segurança ostensiva segue sem déficit, pelo contrário. Só há mais agentes militares nas vias porque muitos que atuam no decorrer do ano em setores administrativos da corporação são remanejados para o policiamento ostensivo. Outros ainda têm as férias suspensas para repor a falta de profissionais.

Mesmo o governo estadual atentando para a formação de novos policiais anualmente, o déficit não é reduzido na região.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias