Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 29 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
ÚNICCO POÁ
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
PMMC COVID SAÚDE

Sistema de Avaliação

07 FEV 2016 - 07h00

A busca pela melhoria na educação tem sido um dos grandes desafios das autoridades municipais, estaduais e federal.

Na semana passada, foram divulgados os dados do Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp), que é calculado pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo com a finalidade de produzir um diagnóstico da situação da escolaridade básica paulista.

O sistema visa orientar os gestores do ensino no monitoramento das políticas voltadas para a melhoria da qualidade educacional.

No Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), os alunos dos 2º, 3º, 5º, 7º e 9º anos do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio têm seus conhecimentos avaliados por meio de provas com questões de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e redação. Os resultados são utilizados para orientar as ações e também integram o cálculo do Idesp.

Os dados de Suzano foram divulgados na semana passada. Em nível estadual, em geral, as notas dos alunos em português e matemática melhoraram em 2015 em São Paulo.

O desempenho leva em conta as provas do Saresp, aplicadas nas escolas da rede estadual nos dias 24 e 25 de novembro.

As provas, que compõem o Idesp, servem como parâmetro ao cálculo do bônus pago a professores e servidores da rede.

Em português, a média dos alunos do 3º ano do Ensino Médio passou de 265,6, em 2014, para 268, em 2015. No 9º ano do Fundamental, foi de 231,4 para 237,9. Só houve queda no 3º ano do Fundamental, em que as notas passaram de 192,5 para 184,4.

Em matemática, a média do 3º ano do Ensino Médio aumentou de 270,4, em 2014, para 280,9, em 2015. No 9º ano, o aumento foi de 243,1 para 255,2. No 3º ano do Ensino Fundamental, a média passou de 213,4 para 216.

É importante que as medidas para melhorar a educação sejam reforçadas e possam garantir, cada vez mais, oportunidade de ensino público aos milhares de estudantes do Estado.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias