Envie seu vídeo(11) 4745-6900
domingo 28 de novembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/11/2021

Suspensão do Carnaval

25 NOV 2021 - 05h00

Mais cidades do Alto Tietê decidem cancelar eventos do Carnaval em 2022. Conforme reportagem publicada pelo DS ontem, pelo menos sete prefeituras confirmaram que não vão realizar eventos desta festividade em suas cidades.
Além das questões pandêmicas que exigem a continuidade dos protocolos sanitários, as administrações municipais somam problemas financeiros.
Nesta segunda-feira (22), a Prefeitura de Suzano publicou uma nota em suas redes sociais explicando que a medida foi tomada após estudo técnico da Secretaria Municipal de Saúde junto ao Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19).
Em Mogi o prefeito Caio Cunha (Podemos) publicou nota que detalha a decisão de suspender o Carnaval na cidade em 2022, citando a prioridade de direcionar a verba pública para outras áreas.
É importante lembrarmos que a pandemia da Covid-19 ainda não acabou. Apesar de ontem o governador de São Paulo ter anunciado a não obrigatoriedade do uso de máscara em espaços ao ar livre, em locais fechados ou com aglomeração, o item ainda é necessário.
Por isso, a realização do Carnaval, ainda que com o avanço da vacinação, pode acarretar em mais casos ou mesmo em variações do vírus Sars-CoV-2, o coronavírus.
Só para se ter uma ideia da gravidade da doença, na Europa, onde a vacinação começou antes e com mais abrangência, o número de mortes pode chegar a 700 mil até março, caso as tendências atuais sejam mantidas. A informação foi repassada pelo Hans Kluge, diretor para o continente da OMS.
Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo diz que ao menos 70 cidades do interior do Estado já cancelaram o carnaval de 2022 motivadas pela pandemia de Covid-19.
Muitas prefeituras, como citado entre as cidades da região, é a parte financeira.
Na Capital, a decisão final sobre a realização do carnaval de rua será tomada até o fim de dezembro, de acordo com o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido. A deliberação será baseada no cenário da pandemia, como dados de internação e vacinação.
É importante que, além de guardar a vida da população, o dinheiro destes eventos sejam investidos em outros setores da cidade.
Em um momento delicado social e economicamente, a verba pode ter destinos mais corretos.
Um exemplo é para a saúde, assim garantindo atendimento e tratamento para a população.
Outro setor é o social, com verba para pessoas em vulnerabilidade social.
E na área econômica, a verba pode ser utilizada para ajudar micro-empresas e comerciantes pequenos, que sofreram muito com a pandemia.
O Carnaval é um evento festivo muito importante para o Brasil, mas deve ser feito com responsabilidade, visto o momento que passamos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias