Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 26 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/09/2020
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE

Trabalho infantil

15 JUN 2016 - 08h00

Não ao Trabalho Infantil na Cadeia Produtiva, este é o tema da campanha 2016 do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, lembrado, dia 12 de junho, em todo País. A proposição do tema, feita pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e chancelada pelo Brasil, tem como base uma nova realidade do trabalho infantil, com crescimento de casos em empresas terceirizadas e na contratação de mão de obra não especializada.

Nesta semana, Suzano também realizou evento para celebrar o tema.

O trabalho infantil é um tipo de atividade ilícita na cadeia produtiva. É sempre informal e muitas vezes classificado entre as piores formas.

Em todo o País, o objetivo do Ministério do Trabalho é cumprir, 15% da meta de fiscalização para o ano, além de promover eventos de conscientização e mobilização social, com palestras e divulgação de informações.

Em Suzano, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social realizou, na segunda-feira, uma ação de mobilização social em alusão a 12 de junho, Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. A campanha aconteceu na estação ferroviária durante todo o dia com atividades de exposição de obras feitas de reciclagem, workshop sobre aproveitamento de sucata e distribuição de folders. Também foram distribuídos para as crianças cataventos artesanais.

A atividade aconteceu na plataforma da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) devido ao grande fluxo de pessoas que circulam no local. Várias pessoas, ao desembarcarem dos trens, paravam no local para acompanhar a atividade, além de tirar foto com o mascote do Proerd.

É importante mobilizar a população ao combate ao trabalho infantil de uma forma lúdica, afirmam especialistas. A criança está na fase de brincar e se desenvolver e não de trabalhar.

Os índices municipais levantados pelo Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que 1.559 crianças e adolescentes entre 10 e 15 anos estavam em situação de trabalho infantil. No trabalho realizado pela pasta em 2014, foram identificados 109 casos de jovens nesse quadro.

É importante que o trabalho de conscientização seja constante contribuindo assim para a redução dos casos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias