Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 23 de março de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/03/2019
PMMC SEMAE
CENTERPLEX SUZANO

Tragédia no Raul Brasil

13 MAR 2019 - 23h59
A tragédia que aconteceu, na manhã de ontem, na Escola Estadual “Raul Brasil”, localizada no Jardim Imperador, em Suzano, abalou a todos do País e até mesmo o mundo. Ninguém, principalmente os moradores da cidade, imaginava que oito pessoas poderiam ser assassinadas em uma escola, onde é um lugar de estudo e “seguro”. Suzano viveu a maior tragédia da história do município e o Brasil ficou chocado.
Por conta do ocorrido, na noite de ontem, a Prefeitura de Suzano informou, em comunicado oficial, que decretou luto oficial de três dias consecutivos na cidade (Decreto Municipal nº 9.312/2019) em razão do atentado que acarretou na morte de dez pessoas, entre estudantes, funcionários e os acusados do ataque.
O Executivo disse que se solidariza com familiares e amigos das vítimas e reiterou que presta todo o apoio e serviços necessários neste triste momento a todos os envolvidos no episódio. O atendimento, inclusive, terá prosseguimento nos próximos dias a quem for necessário. 
É um fato difícil de assimilar. Inesperado, incompreensível. As autoridades logo conseguiram estar presentes no local para dar satisfação à sociedade.
Um fato, que realmente será difícil de esquecer.
Ontem, a Prefeitura disponibilizou mais de 150 profissionais da rede municipal e 80 voluntários atuaram no Centro de Acolhimento às Famílias montado na sede da Associação Cultural Suzanense, o Bunkyo, das Secretarias Municipais de Saúde, Educação, Assistência e Desenvolvimento Social, Administração, Transporte e Mobilidade Urbana e Segurança Cidadã, do Fundo Social de Solidariedade, da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros
Quem procurava informações a respeito de familiares que estavam na escola no momento do atentado eram recepcionadas, acolhidas individualmente, comunicadas por representantes do governo do Estado e da Prefeitura de Suzano se seus parentes estavam entre as vítimas e encaminhadas para assistentes sociais, psicólogos, médicos psiquiatras, enfermeiros e terapeutas ocupacionais. Até o final da tarde desta quarta-feira, cerca de 200 pessoas passaram pelo local.
Um trabalho importante, uma vez que muuitas famílias estavam em busca de informações sobre o episódio.
A partir de agora haverá plantões com os profissionais no local e também em instituições parceiras. Um dos objetivos, inclusive, é trabalhar psicologicamente o retorno dos alunos à rotina escolar em breve.
Com a publicação do decreto, a Secretaria de Educação de Suzano comunicou que as aulas na rede municipal de ensino foram suspensas, em memória às vítimas do massacre na Escola Estadual Raul Brasil.
É de extrema importância que toda a população suzanense fique unida neste momento para que essa dor seja amenizada. O DS acompanhou todo o caso, inclusive foi o primeiro jornal a chegar na escola após o fato, e se solidariza com os familiares e amigos das vítimas dessa tragédia. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias