Envie seu vídeo(11) 4745-6900
sábado 25 de setembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/09/2021

Vai ficar legado?

04 AGO 2016 - 08h00

Os Jogos Olímpicos são um evento multiesportivo global com modalidades de verão e de inverno, em que milhares de atletas participam de várias competições. Neste ano acontece no Brasil, mas especificamente no Rio de Janeiro.

E a perspectiva de investimentos em infraestrutura esportiva do governo federal tem abrangência nacional. Os investimentos, superiores a R$ 4 bilhões, têm proporcionado a construção e a consolidação de uma Rede Nacional de Treinamento, com unidades que beneficiarão brasileiros em todas as regiões, contribuindo para a formação de novas gerações de atletas.

Os organizadores afirmam que somente o investimento em infraestrutura física ultrapassa a marca de R$ 3 bilhões. São recursos destinados à construção de centros de treinamento de diversas modalidades, 249 Centros de Iniciação ao Esporte (CIEs), 47 pistas oficias de atletismo e instalações olímpicas no Rio de Janeiro.

A história mostra que originalmente, os Jogos Olímpicos da Antiguidade foram realizados em Olímpia, na Grécia, do século VIII a.C. ao século V d.C. No século XIX, o Barão Pierre de Coubertin fundou o Comitê Olímpico Internacional (COI) em 1894. O COI se tornou o órgão dirigente do Movimento Olímpico, cuja estrutura e as ações são definidas pela Carta Olímpica.

O Transforma, programa de Educação do Comitê Rio 2016, já beneficia 28 mil alunos da rede municipal de ensino do Rio já é um dos legados que fica para o País. A iniciativa, que leva os valores Olímpicos e Paralímpicos para as escolas, pode ser adotada por instituições de todo o País. Na página do programa, os professores encontram dicas de atividades e material de apoio para baixar.

É importante que ao término das Olimpíadas fique o máximo de obras que venham contribuir para melhorar a vida da população.

Afinal, o cidadão não quer ver apenas sua seleção vencer, mas também saber que poderá usufruir dos benefícios que ficaram após o término da competição esportiva.

O Movimento Olímpico é atualmente composto por federações esportivas internacionais, comitês olímpicos nacionais (CONs) e comissões organizadoras de cada especificidade dos Jogos Olímpicos. Como o órgão de decisão, o COI é responsável por escolher a cidade anfitriã para cada edição. E será a entidade que também poderá “fiscalizar” o que ficou de bom para a população do País.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias