Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 19 de setembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2021

Variante Delta da Covid

23 JUL 2021 - 05h00

O DS trouxe reportagem mostrando a preocupação do Alto Tietê sobre o surgimento de casos confirmados da variante Delta do novo coronavírus (Covid-19) no Estado de São Paulo. A região segue em alerta. 
O Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat) pede para que a população respeite os protocolos sanitários para combater o vírus. As recomendações continuam válidas mesmo para quem está imunizado.
Esta semana, o Ministério da Saúde informou que foram identificados 135 casos da variante Delta do novo coronavírus em circulação no Brasil. 
Desses, cinco casos evoluíram para quadro grave que resultou em morte. As ocorrências foram registradas no Maranhão (1) e no Paraná (4). Antigamente conhecida como “variante indiana”, essa cepa possui uma taxa de infecção maior do que o novo coronavírus original.
Do total de casos registrados até agora, são seis no Distrito Federal, dois em Goiás, seis no navio que esteve na costa do Maranhão, um em Minas Gerais, 13 no Paraná, dois em Pernambuco, 87 no Rio de Janeiro, três no Rio Grande do Sul (sendo um caso considerado importado do RJ), cinco em Santa Catarina e dez em São Paulo.
Os dados foram divulgados em levantamento do Ministério da Saúde sobre vigilância genômica do novo coronavírus.
A pasta informou que tem dialogado com secretarias de Saúde para ampliar a vigilância sobre a variante. Entre as ações recomendadas está o sequenciamento genômico para mapear a presença da variante em cada estado ou município.
Os casos suspeitos devem ser isolados, com tratamento para aliviar os efeitos e possíveis complicações. 
O Ministério da Saúde também solicita a notificação imediata para gerar ações de resposta em localidades onde a variante for identificada.
A Câmara Técnica de Saúde do Condemat afirmou que o risco de uma nova onda de Covid-19 e o surgimento de novas variantes mantém os municípios do Alto Tietê em alerta. Segundo a equipe, as cidades seguem o protocolo Ministério da Saúde para combater o vírus. A identificação de novas variantes é chamada de vigilância genômica e é realizada pela Secretaria de Estado da Saúde. 
As recomendações para evitar o contágio do vírus na região continuam as mesmas: não promova, nem participe de aglomerações; se possível faça o isolamento social; use máscaras em locais fechados e abertos, além de fazer a higienização das mãos. 
Portanto, o alerta foi dado e a preocupação ainda é grande com os surgimento de novos casos da Covid.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias