Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 01 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/10/2020
ÚNICCO POÁ
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Desorganizado, Palmeiras joga mal e perde para a Ponte Preta dentro de casa

15 OUT 2015 - 08h00

O goleiro Fernando Prass disse durante a semana que o Palmeiras ainda não está pronto, mesmo com o fim da temporada próximo. Ontem, isso ficou claro. Foram 10 dias de um jogo para o outro e o que se viu no estádio Allianz Parque, em São Paulo, foi um time muito desorganizado e derrotado pela Ponte Preta por 1 a 0 com justiça, pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A torcida parece ter perdido a paciência e pela primeira vez xingou o técnico Marcelo Oliveira de "burro".

Para os palmeirenses, a única coisa positiva foi a camisa especial que os atletas entraram em campo para apoiar a campanha de prevenção do câncer de mama. Depois, só problemas. A torcida, antes mesmo da bola rolar, fez um protesto com faixas e gritos avisando que a classificação para a Copa Libertadores era obrigação. Após o resultado desta quarta-feira, ficou ainda mais difícil. Com 45 pontos, o Palmeiras não só não entrou no G4 como permitiu a aproximação da Ponte Preta, que chegou a 44.

Com a bola rolando, a tática do Palmeiras era, teoricamente, um 4-3-3. Entretanto, o que se viu foi um 6-0-4 com o agravante de que os seis da defesa pouco fizeram na marcação. A Ponte Preta, mesmo com um técnico interino, mostrou muito mais disciplina tática. Thiago Santos e Andrei estavam muito recuados e Zé Roberto não deu conta de marcar o meio de campo inteiro sozinho

Sem padrão de jogo, os palmeirenses pegavam a bola e davam chutes para frente, mais se livrando da bola do que tentando criar algo. No ataque, Alecsandro ficava se debatendo com os marcadores enquanto Rafael Marques pouco se movimentava e Dudu corria desorganizadamente.

Assim, ficou tudo mais fácil para os visitantes que não correram grandes riscos durante toda a primeira etapa, nem mesmo quando Marcelo Oliveira resolveu colocou Gabriel Jesus no lugar de Andrei.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias