Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 30 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
Pmmc Sarampo
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ

Para economizar R$ 4 mi, Corinthians empresta Pato de graça ao Chelsea

27 JAN 2016 - 07h00

O empréstimo de Alexandre Pato de graça para o Chelsea foi a solução que o Corinthians encontrou para se livrar do jogador. O clube acumula prejuízo com o atacante desde 2013, quando pagou ao Milan 15 milhões de euros (R$ 40 milhões pelo câmbio da época) pelo jogador, e agora aceitou que Pato ficasse até junho na Inglaterra em troca do pagamento do salário de R$ 800 mil mensais. O empréstimo fará com que o Corinthians deixe de gastar R$ 4 milhões com Pato no período.

Pato deverá se apresentar hoje ao Chelsea para assinar o contrato. Ontem, ele já nem participou do treino junto com o restante do elenco do Corinthians no CT do Parque Ecológico. O empresário do atacante, Gilmar Veloz, confirmou a negociação com o Chelsea à reportagem do jornal O Estado de S. Paulo.

Para tentar recuperar o dinheiro investido no atacante, o clube estipulou uma cláusula de compra ao fim do empréstimo para o Chelsea. Se os ingleses decidirem ficar com Pato em definitivo, terão de pagar 12 milhões de euros (cerca de R$ 53 milhões). O jogador tem contrato com o Corinthians até o fim deste ano e a partir de julho pode assinar um pré-contrato com qualquer outro clube (inclusive o próprio Chelsea) e deixar o Parque São Jorge de graça em 2017.

"Pato está caminhando para resolver a situação dele para o Chelsea. Os departamentos jurídicos dos dois clubes estão conversando. No máximo até quinta-feira todas as cláusulas serão resolvidas. O Corinthians está preocupado em amarrar todos os pontos do contrato", disse o diretor adjunto de futebol do Corinthians, Eduardo Ferreira.

Contratado logo após a conquista do Mundial de Clubes, em janeiro de 2013, Pato jamais emplacou no Corinthians e viu seu prestígio evaporar depois da fatídica cavadinha contra o Grêmio, em 2013, pela Copa do Brasil. Em fevereiro de 2014, ele foi emprestado ao São Paulo e até o fim do ano passado o Corinthians pagava todo mês R$ 400 mil ao jogador porque somente metade do salário era quitada pelo São Paulo.

No ano passado, Alexandre Pato a entrou na Justiça contra o Corinthians cobrando salários atrasados e pedindo a rescisão do seu contrato. O clube pagou o que devia e o vínculo foi mantido

CHINA, NÃO - Com o fim do empréstimo ao São Paulo, o presidente Roberto de Andrade garantiu que, se não fosse vendido, Pato voltaria a treinar e jogar pelo Corinthians. Mas não foi isso o que aconteceu.

O atacante recusou uma proposta do Tianjin Songjiang, da China, e se reapresentou junto com o restante do elenco no último 6, mas só treinou no CT. Pato também não participou da pré-temporada nos Estados Unidos. Os representantes do atleta disseram a Andrade que era melhor Pato ficar no Brasil porque havia negociações adiantadas para que o jogador fosse vendido para a Europa.

Restando apenas cinco dias para o fechamento da janela de transferências para o futebol europeu e sem nenhuma oferta de compra pelo jogador, a diretoria aceitou o empréstimo para o Chelsea para se livrar do salário do atacante.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias