Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 26 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/10/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID VERDE
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC OUT ROSA
SOUZA ARAUJO

Paulistão rebaixará 6 clubes em 2016 e proibirá troca de técnicos entre times

06 NOV 2015 - 07h00

Mesmo a contragosto, os clubes considerados pequenos do futebol paulista tiveram de engolir a mudança no regulamento que determinará o rebaixamento de seis equipes no próximo Estadual. Para completar, os clubes não poderão contratar um treinador que já tenha trabalhado em outro time durante o torneio e só poderão inscrever 28 atletas.

As regras foram definidas ontem, numa longa reunião - de quase quatro horas - na sede da Federação Paulista de Futebol (FPF). Também foram definidos os grupos do campeonato que começa em 31 de janeiro e termina em 8 de maio (veja abaixo) e praticamente selado a exclusão do Água Santa da Série A1.

O time de Diadema subiu em campo, mas seu estádio, que está em reforma, não comporta dez mil pessoas, como exige o regulamento. O clube teria até a meia-noite de quinta para comprovar a capacidade. Do contrário, quem sobe é o Mirassol.

A queda de seis times, com dois subindo da A2, foi determinada para que o Paulistão tenha 16 equipes a partir de 2017. Isso atenderá ao interesse da televisão, fato admitido indiretamente pelo presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos. "Com menos clubes o campeonato se torna mais atrativo. Podemos apresentar um produto melhor para o torcedor e para o mercado", disse.

Bastos garantiu que o principal motivo para a redução foi diminuir o número de partidas sem interesse. "E também poder fazer as quartas de final e semifinais em ida e volta (em 2016 serão em jogo único). Não haverá redução de datas."

Como houve chiadeira, a solução foi dar uma compensação financeira aos dois clubes que vão ser rebaixados a mais em comparação com a regra que vigorou até este ano. O valor ainda não foi definido.

A proibição dos clubes trocarem treinadores em si durante o campeonato - quem dirigir um time não poderá assumir outro - depende de parecer do departamento jurídico da FPF, por mexer com relações trabalhistas. A ideia foi do presidente do Palmeiras, Paulo Nobre. "Eu sugeri essa limitação para você não se acertar com alguém que esteja empregado se precisar trocar de profissional. Acho isso interessante", disse Nobre.

Um clube que demitir um treinador, por sua vez, terá de comprovar que fez o acerto para indenizá-lo antes de contratar um substituto.

OS GRUPOS O sorteio desta quinta definiu que Palmeiras e Ponte Preta estarão no mesmo grupo do Paulistão, o B. Ituano e São Bernardo e Novorizontino são os outros clubes que completam a chave.

O sorteio também determinou que o Grupo A terá Santos, Botafogo de Ribeirão Preto, São Bento, Linense e Oeste. O Grupo C contará com São Paulo, XV de Piracicaba, Audax, Capivariano e o Ferroviária. Já o Grupo D é composto por Corinthians, Red Bull Brasil, Mogi Mirim, Rio Claro e "Acesso 4" (Água Santa ou Mirassol).

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias