Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 03 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 03/12/2020
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades 02 - Dezembro
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro

Pressionado, Palmeiras tenta iniciar bem a Libertadores e evitar crise

16 FEV 2016 - 07h00

O que era para ser uma estreia cheia de otimismo contra um "adversário perfeito" se tornou uma partida sob pressão. Sem convencer no Campeonato Paulista, o Palmeiras estreia hoje na Copa Libertadores diante do uruguaio River Plate, às 21h45 (de Brasília), em Maldonado, sabendo que os três pontos são apenas uma parte do que o time alviverde tentará buscar no Uruguai.

As críticas do ano passado sobre o futebol do Palmeiras voltaram com mais força e direcionadas ao trabalho do técnico Marcelo Oliveira. A expectativa da torcida e, principalmente, da diretoria, era de que o time estivesse demonstrando um futebol muito mais criativo e eficiente do que foi visto nos últimos jogos.

O pragmatismo do time alviverde faz com que o confronto diante do modesto e, teoricamente, mais fraco adversário do grupo se transforme em um compromisso importante. O palmeirense se apega ao fato de a competição ser o principal objetivo do time. Assim, espera que os jogadores tenham mais vontade e atenção para buscar um bom resultado fora de casa.

Há menos de um mês, Palmeiras e River Plate se enfrentaram em jogo-treino no Uruguai, onde o time alviverde goleou por 4 a 0. Mas os brasileiros eram só reservas e os uruguaios tinham quatro titulares. "É outro jogo e não dá para tirar como parâmetro. A única coisa que deu para perceber é que eles têm um padrão tático bem definido", disse o técnico Marcelo Oliveira.

Nos bastidores, ninguém esconde que a equipe pode render mais. Por outro lado, a diretoria garante que não pensa, ainda, na troca de comando do time. Mas uma má atuação na principal competição da temporada deve aumentar a pressão e a cobrança em cima do treinador palmeirense. Ontem o treinador recebeu mais uma má notícia. O meia Moisés sofreu uma fratura no pé direito na partida contra o Linense e desfalcará a equipe por quatro meses.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias