Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 23 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/10/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ÚNICCO POÁ
SOUZA ARAUJO
PMMC OUT ROSA
PMMC MULTI 2020

São Paulo joga hoje contra o Sport

31 OUT 2015 - 07h00

Restam seis jogos para o São Paulo tentar salvar um ano marcado por três eliminações e pela maior crise política da história do clube. A primeira destas oportunidades é hoje, às 17 horas, quando o time recebe o Sport, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, e reacende a obsessão de obter vaga na Copa Libertadores.

A classificação para a competição continental virou uma espécie de tábua de salvação. Conseguir disputar o torneio depois do ano tumultuado vai trazer consolo e alívio à nova diretoria do clube O planejamento de 2016 começou a ser discutido e tem na Libertadores um elemento importante para que se consiga novo ânimo.

A diretoria começou a analisar possíveis reforços e um dos nomes na lista é Diego Lugano. O zagueiro uruguaio é ídolo da torcida e tem uma cláusula com o Cerro Porteño, do Paraguai, que prevê a liberação sem custo ao São Paulo em caso de proposta.

Depois de viver um ano com renúncia de presidente, atraso dos direitos de imagem e com quatro técnicos no comando, os jogadores reforçaram o discurso de que é preciso buscar algo para se comemorar. "Infelizmente vamos terminar o ano sem troféu, mas seguiremos focados para não deixar a Libertadores escapar", disse o meia Michel Bastos.

A eliminação para o Santos na Copa do Brasil, na última quarta-feira, ainda não está superada, mas iniciar de forma positiva a disputa das seis últimas rodadas do Brasileirão é a solução. "É claro que existe um abatimento, mas começamos a combater isso. Ainda bem que existe um objetivo para buscar no Campeonato Brasileiro. Estamos focados para reagir", comentou o técnico Doriva.

Para o próprio treinador, a reta final tem grande importância. A nova diretoria ainda não assegurou a permanência dele para o próximo ano. "Não temo não ser o técnico no ano que vem. Estou fazendo o meu trabalho, muito confiante. É a diretoria que vai avaliar", disse.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias