Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 24 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/10/2020
SOUZA ARAUJO
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC OUT ROSA
ÚNICCO POÁ
PMMC MULTI 2020

STF nega recurso do São Paulo e pode anular eleições do clube

26 FEV 2016 - 08h00

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou ontem um recurso do São Paulo para que não fossem anuladas as eleições presidenciais do clube desde 2004. A equipe do Morumbi tentou recorrer de uma ação impetrada por um grupo de conselheiros contra um ato na época que possibilitou a alteração do estatuto. Anos mais tarde, em 2011, essa mudança permitiu a Juvenal Juvêncio concorrer pela segunda vez à reeleição. Com a decisão do STF, o São Paulo pode ter anuladas todas as eleições realizadas desde então, que levaram ao cargo Juvenal Juvêncio, depois Carlos Miguel Aidar e, por fim, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, em outubro do ano passado. O argumento dos conselheiros é que a mudança estatutária só poderia ter sido realizada em assembleia com a presença de associados. O departamento jurídico do São Paulo ainda não se pronunciou sobre o caso. Os advogados do clube analisam a situação para estudarem quais procedimentos podem ser tomados para dar validade aos mandatos dos três presidentes empossados depois da primeira alteração no estatuto do clube, em 2004, ainda durante a gestão de Marcelo Portugal Gouvêa.

CAIXA O fim do contrato de patrocínio entre a Caixa Econômica Federal e o Corinthians, na última quarta-feira, aproxima o banco de um possível acerto com o São Paulo. Como está sem anunciante master na camisa desde julho de 2014, o clube do Morumbi procura uma nova empresa e deve iniciar negociações com o banco para voltar a ter alguma marca estampada no espaço mais nobre do uniforme.

As duas partes não confirmam as conversas, mas a reportagem do jornal O Estado de S. Paulo apurou que existe boa possibilidade de acordo. O São Paulo fechou no começo deste ano compromisso para duas empresas estamparem anúncios nas barras da camisa: a loja de material de construções Joli e a FIAP (Faculdade de Informática e Administração Paulista). O último patrocinador master do clube foi a Semp Toshiba. A Caixa pagava por ano R$ 30 milhões ao Corinthians, valor que, mesmo com o fim do contrato, já está separado no orçamento da empresa. O banco deve procurar clubes paulistas com a mesma expressão do time do Parque São Jorge para investir e tem no São Paulo um dos possíveis alvos, assim como o Santos.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias