Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Torcida organizada faz protesto e ameaça jogadores no CT do São Paulo

31 MAR 2015 - 08h00

Uma facção da torcida do São Paulo voltou a protestar ontem contra o time e a pressionar ainda mais os jogadores na antevéspera da partida decisiva contra o San Lorenzo pela Copa Libertadores. Com foguetório, faixas e sinalizadores de fumaça, um grupo de 50 pessoas foi ao CT da Barra Funda exigir a vitória em Buenos Aires.

Por cerca de 20 minutos o grupo filiado à Torcida Independente cantou o hino do clube, demonstrou apoio ao técnico Muricy Ramalho e também mandou um recado: "Se não ganhar, não volta para o Brasil".

A clube chegou a chamar a polícia para evitar uma possível invasão, mas a manifestação foi pacífica. Logo os torcedores deixaram o local e embarcaram em dois ônibus, que seguiram direto para uma viagem de 40 horas até Buenos Aires.





Durante a manifestação os jogadores continuaram a treinar no CT, embora admitam um temor com a integridade em caso de derrota. "Estamos com a segurança um pouco ameaçada, mas temos que manter a cabeça no lugar e entender que por trás dessas cobranças há a espera por mais dedicação e luta dentro de campo", disse o atacante Alan Kardec.

Autor de dois gols na vitória por 3 a 0 sobre o Linense, no último domingo, Alan Kardec é o favorito para assumir a vaga de titular no setor ao lado de Alexandre Pato, já que Luis Fabiano é dúvida. O jogador tem uma contratura na coxa esquerda e não deve viajar para Buenos Aires.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias