Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ

Lance Livre 03/06/2016

03 JUN 2016 - 08h00

Decisão irreversível

A decisão do prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB) de não disputar a reeleição neste ano continua gerando mudança no cenário político com grande possibilidade de um 2º turno.

Comentários

políticos

A Coluna Lance Livre ouviu ontem comentários de políticos tucanos dizendo, inclusive, que a decisão de Tokuzumi “é irreversível” e que nem um pedido formal do governador Geraldo Alckmin (PSDB) poderia demover a decisão do prefeito.

Dificuldades

para governar

Apesar das dificuldades para governar a cidade, Tokuzumi deixa seu nome na história. Ele é formado em engenharia e governou Suzano entre 1993 e 1996. Venceu as eleições em 2012, sendo eleito com 34,47% dos votos válidos, vencendo o candidato da situação, Valdicir Stuani, do PT.

Funções políticas

Tokuzumi também já foi vereador de 1983 a 1987, secretário municipal de Obras de 1987 a 1988 e vice-prefeito na gestão de Estevam Galvão de Oliveira, de 1989 a 1992.

Infidelidade

partidária

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) tem decretado a perda de mandato de vereadores por infidelidade partidária. Ontem, mais quatro vereadores de cidades do interior do Estado (não houve casos da região do Alto Tietê), eleitos em 2012 tiveram seus mandatos suspensos.

Justa causa

O TRE-SP considerou, por decisão unânime, que não houve justa causa para a desfiliação dos partidos pelos quais foram eleitos, uma vez que não comprovaram as hipóteses de desfiliação previstas na legislação eleitoral.

Minha Casa,

Minha Vida

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) apresentou ao novo ministro das Cidades do governo interino de Michel Temer (PMDB), Bruno Araújo, e à nova secretária de Habitação, Maria Henriqueta Alves, propostas para o aprimoramento da gestão da terceira etapa do programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV). As sugestões concentram-se em aprimoramento do programa em municípios de pequeno porte.

Lançamento

Desde o lançamento da política pública, em 2009, a CNM tem identificado problemas que dificultam a operacionalização do programa nos municípios, principalmente naqueles com população de até 50 mil habitantes.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias