Envie seu vídeo(11) 4745-6900
Logo de aniversário de 60 anos
domingo 13 de junho de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/06/2021
EDP SEGURANÇA

Lance Livre 29-05-2021

Por Edgar Leite29 MAI 2021 - 05h00

Ministérios
O deputado federal Marco Bertaiolli (PSD) tem conseguido acesso aos ministérios do governo de Jair Bolsonaro.
 
Paulo Guedes
Conforme divulgou o portal do DS (www.diariodesuzano.com.br), nesta semana, ele se reuniu com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na quarta-feira (26), para apresentar uma prévia do relatório da MP 1040/2021, que vai modernizar e desburocratizar o ambiente de negócios no Brasil. 
 
Nova legislação
A nova legislação, segundo o parlamentar, agiliza a abertura de empresas, fomenta novos negócios, recupera os empregos e promove a recuperação econômica. 
 
Ambiente de negócios
“O nosso trabalho é modernizar o ambiente de negócios do Brasil e gerar postos de trabalho, fomentando e fortalecendo o empreendedorismo”, destaca Bertaiolli, que prevê a entrega do relatório nas próximas semanas para ser apreciado e votado na Câmara Federal. 
Reforço no Esporte
O prefeito Caio Cunha (Podemos) anunciou que a Secretaria de Esportes de Mogi das Cruzes ganhou “um baita reforço”. Renato Lamas é ex-jogador profissional da seleção brasileira de basquete, já foi campeão sul-americano, campeão paulista e medalhista de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo. Ele vai assumir como diretor de Esportes.
 
Gigante
“Esse gigante vem para somar forças, propondo melhorias, inovações e atuando na reestruturação do basquete no município, com um projeto desde as categorias de base até o time adulto, conectando também a Prefeitura a parceiros e investidores para o esporte mogiano”, disse o prefeito.
 
Lei amplia penas
A deputada federal Policial Katia Sastre informou que o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que amplia penas por crimes de furto e estelionato praticados com o uso de dispositivos eletrônicos como celulares, computadores e tablets. 
 
Texto
Ela lembrou que o texto altera o Código Penal e cria um agravante, com pena de reclusão de 4 a 8 anos, para o crime de furto realizado com o uso desses aparelhos, estejam ou não conectados à internet, seja com violação de senhas ou com o uso de programas invasores.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias