Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 01 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/10/2020
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
SOUZA ARAUJO

Governo estuda legalizar jogos de azar para aumentar arrecadação

18 SET 2015 - 08h00

O governo passou a estudar a possibilidade de legalizar jogos de azar como jogo do bicho, cassinos e bingos para aumentar a arrecadação e reduzir o déficit do orçamento do próximo ano. Em reunião ontem, no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff (PT) consultou líderes de partidos da base aliada para saber se a ideia seria bem recebida por suas bancadas na Câmara. A ideia havia sido sugerida à presidente por senadores em encontro no início da semana.

De acordo com o líder do PP, deputado Eduardo da Fonte (PE), a maioria dos parlamentares que estava na reunião se mostrou favorável. "Hoje, quem quer jogar, joga na internet e os recursos vão pra fora do País", disse Fonte. Segundo o líder do PR, Maurício Quintella (AL), os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Ricardo Berzoini (Comunicações), assim como a presidente, evitaram se posicionar oficialmente sobre a proposta "O que fizeram foi uma consulta", afirmou. Na conversa, os deputados se comprometeram a consultar suas bases e apresentar uma resposta na reunião marcada para segunda-feira.

Quintella se diz favorável à ideia por acreditar que pode trazer recursos ao País e desenvolver o turismo. O deputado é autor de um dos projetos sobre o tema que tramitam na Casa. A proposta de 2008, que nunca foi votada, trata da legalização de cassinos e hotéis-cassinos, além de definir critérios para exploração do jogo do bicho.

Comissão

No final do primeiro semestre, a Câmara já havia autorizado a criação de comissão especial para discutir projeto de lei apresentado há mais de 20 anos para descriminalizar jogos de azar. A comissão recebeu indicação de quase todos os membros e agora depende apenas de uma decisão do presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para que comece a funcionar.

Cunha afirmou que, apesar de ser contrário à permissão de jogos de azar no País, há "boas chances" de uma proposta desse tipo ser aprovada.

LULA

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu com Dilma no Palácio da Alvorada ontem à noite. Antes de encontrar com a presidente, Lula buscou informações sobre as relações do governo no Congresso com um grupo de parlamentares petistas que foi ao hotel onde ele estava.

A conversa entre Lula e Dilma começou pouco depois das 18 horas e aconteceu num momento cercado de especulações sobre o descontentamento do ex-presidente e do PT em relação à condução da política econômica e das articulações políticas do governo Dilma. O governo corre sério risco de ver barradas pelo Congresso medidas importantes do ajuste fiscal.

Até o fechamento desta edição não havia informações sobre o que foi tratado no encontro.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias