Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 01 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 01/10/2020
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
SOUZA ARAUJO

Para Aécio, 'provas' contra Cunha 'são contundentes'

08 NOV 2015 - 07h00

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), avaliou como "séria e frágil" a situação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), em relação às suspeitas da Operação Lava Jato sobre a existência de contas não declaradas do deputado na Suíça. O senador lembrou que seu partido não votou em Cunha para a presidência da Casa, mas no deputado Júlio Delgado (PSB-MG).

"A partir do momento em que surgem as denúncias, nossa bancada tem que votar com as provas, e as provas são contundentes contra Cunha", afirmou em entrevista concedida a Rádio Metrópole, em Salvador (BA), onde participou de evento promovido pelo Instituto Teotônio Vilela. Aécio disse que o PSDB votará contra Cunha numa possível votação pela cassação do mandato.

Indagado sobre a declaração do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de que não teme ser preso na Lava Jato, o senador afirmou que não torce pelo "infortúnio de ninguém". "O Brasil tem instituições fortes, tem Justiça e, se houver denúncias, ele tem que responder por elas. Quero ganhar do PT na política, nos argumentos e nas propostas e não na Justiça."

Candidato derrotada na campanha presidencial de 2014, Aécio declarou que "não pode haver precipitação" quando questionado se disputará em 2018. "O tempo dirá os caminhos que tomaremos. Nós nos reconciliamos com os setores da sociedade, os mais jovens, somos os preferidos dos mais jovens para filiações, readquirimos a confiança. O candidato do PSDB será o que reunir melhores condições de unir as forças oposicionistas para enfrentar o PT ".

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias