Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 19 de fevereiro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/02/2019
Pmmc Leds
Pmmc índices
Geral

SP negocia com governo federal obras na ponte da Marginal Tietê

Por Daniel Mello - da Agência Brasil25 JAN 2019 - 08h46
SP negocia com governo federal obras na ponte da Marginal TietêFoto: Reprodução/TVGlobo

Ainda não há previsão para o início das obras na ponte da Marginal Tietê, na zona norte paulistana, interditada na última quarta-feira (23) devido a uma falha na estrutura. A ponte faz a ligação da marginal com a Rodovia Presidente Dutra, no sentido Rio de Janeiro.

Segundo o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, como a ponte é de responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, a prefeitura está negociando os reparos com o governo federal. Ele disse que é difícil estimar prazo para a liberação da via, uma vez que ainda não se sabe a extensão dos problemas. “Ainda não temos estimativa do tempo que leva para a recuperação. A equipe acredita que durante as obras outros problemas podem aparecer.”

O problema foi identificado durante uma vistoria e, de acordo com o ministro, é semelhante ao encontrado no viaduto da Marginal Pinheiros, que cedeu em novembro do ano passado. A falha foi percebida antes de um rompimento na estrutura, como ocorreu no viaduto da zona oeste. “Mais dia, menos dia, teríamos nessa ponte aquilo que tivemos no viaduto da Marginal Pinheiros”, destacou o prefeito, em entrevista na noite de quarta-feira (23).

Interdição urgente

De acordo com Covas, a interdição é urgente devido ao grande volume de veículos que trafegam diariamente pela estrutura. A via é usada por motoristas que seguem para o Aeroporto Internacional de Guarulhos e em direção a diversas cidades da região metropolitana. Cerca de 50 mil carros passam por ali todos os dias, segundo o prefeito.

Na avaliação do prefeito, os problemas apresentados resultam de anos de falta de manutenção. “É um problema histórico da cidade de São Paulo. Não há cultura de manutenção de equipamentos públicos no Brasil e agora estamos pagando o preço”, disse.

Covas informou que vem conversando com o Tribunal de Contas do Município para agilizar a elaboração de laudos sobre o estado das estruturas viárias da cidade. Um contrato emergencial para realização de vistorias em oito pontes na Marginal Tietê foi publicado hoje no Diário Oficial do Estado de São Paulo.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias