Lance Livre

Lance Livre 17/09/2015

17/09/2015 08:00


Redução de salários? Foi publicado ontem no Jornal Diário da Região de Rio Preto: “A onda, que começou no norte do Paraná que deu início à aprovação de projetos para reduzir salários de vereadores, chegou à região de Rio Preto”. Três câmaras Segundo o jornal, três câmaras da região já possuem projetos para reduzir salários de parlamentares. Propostas que foram apresentadas em Olímpia, Tanabi e Fernandópolis esperam aprovação. No Alto Tietê? A forte tendência de reduzir salários dos vereadores das câmaras pode até chegar no Alto Tietê. Artesp A Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) divulga hoje, às 11 horas, resultado de pesquisa sobre utilização do cinto de segurança por passageiros e motoristas nos 6,4 mil quilômetros de rodovias sob concessão no Estado de São Paulo. Saúde e Educação A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados, em Brasília, aprovou proposta que possibilita a ampliação, pelos municípios e pelo Distrito Federal, do limite de despesas com pessoal ativo nas áreas da saúde e da educação. Pessoal ativo Atualmente, a Constituição não permite que a despesa com pessoal ativo e inativo da União, dos estados, do DF e dos municípios exceda os limites estabelecidos em lei complementar. A Lei de Responsabilidade Fiscal estabeleceu, para os municípios, limite de gasto com pessoal de 54% da receita corrente líquida. Caixa eletrônico Em São Paulo, projeto de lei que proíbe a instalação de caixas eletrônicos da rede bancária em terminais de ônibus, hipermercados, supermercados, postos de combustíveis e lojas de conveniência, recebeu o parecer favorável da Comissão de Trânsito, Transportes, Atividade Econômica, Turismo, Lazer e Gastronomia durante reunião realizada ontem e deve ser votado. Espelho para o Alto Tietê? O projeto pode servir como espelho para outras cidades, incluindo da região. De autoria da vereadora Sandra Tadeu (DEM), o projeto também prevê que os caixas eletrônicos que integram as agências bancárias deverão instalar película ou instrumento que impossibilite a visão do interior dos estabelecimentos financeiros.