Esportes

Corinthians retoma conversa com Guerrero para acertar renovação

19/03/2015 08:01


Bruno Paiva, empresário de Paolo Guerrero, retornou ao Brasil e vai se reunir com o presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, e o superintendente de futebol e deputado federal, Andrés Sanchez (PT), para discutir a renovação do contrato do atacante peruano. Guerrero tem contrato até 15 de julho, antes da final da Libertadores. Ontem, no desembarque da delegação corintiana no aeroporto de Guarulhos, o peruano mostrou irritação ao comentar o assunto. "Não tenho mais nada para falar sobre isso. Estou apenas concentrado no meu trabalho", disse. A renovação do contrato de Guerrero se arrasta desde 2013. O ex-presidente Mário Gobbi tinha com prioridade encerrar o seu mandato, em fevereiro, com esse assunto resolvido, mas fracassou nas negociações. As conversas recomeçarão do zero com a nova diretoria. A última pedida de Guerrero, no ano passado, foi de US$ 7 milhões de luvas e R$ 500 mil de salários. Com a alta do dólar, os valores das luvas subiram R$ 4 milhões nos últimos três meses, passando de R$ 18,5 milhões para R$ 22,5 milhões. FAZENDO HISTÓRIA Com o gol marcado na última terça-feira na vitória por 2 a 1 sobre Danubio, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, no Estádio Luis Franzini, em Montevidéu, no Uruguai, Guerrero chegou aos 47 marcados pelo Corinthians, deixou o argentino Carlitos Tevez para trás e se isolou como maior artilheiro estrangeiro da história do clube do Parque São Jorge. "É uma marca muito importante, mas ainda quero muito mais pelo Corinthians", disse o peruano, que não jogava na Libertadores desde 4 de fevereiro. Neste período, ele cumpriu três jogos de suspensão por ter dado uma cotovelada em um adversário no primeiro jogo contra o Once Caldas, no Itaquerão, pela fase preliminar da Libertadores.