Destaque

Filló se reúne com o padre Alessandro Campos e o bispo Dom Pedro Stringhini para tratar sobre eventos no município

25/09/2015 08:01


O bispo da Diocese de Mogi das Cruzes, Dom Pedro Luiz Stringhini, e o padre cantor Alessandro Campos, foram recebidos pelo prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Acir Filló (PSDB) na tarde de quarta-feira, em sua residência. O encontro, que foi pautado por assuntos pertinentes à igreja católica e a parceria com a atual administração, também foi direcionado à definição do show do artista católico no aniversário de emancipação político-administrativa da cidade. Ferraz completa 62 anos no próxima dia 14 de outubro. Acompanhado de sua esposa, Viviane Vieira dos Santos, e dos seus três filhos, Filló também convidou para participar do almoço os padres José Eduardo Ferreira, da paróquia Nossa Senhora da Paz, e Hélder Tadeu Almeida, da área pastoral São Paulo Apóstolo, ambas localizadas no município. Apesar de um encontro descontraído, como explica o prefeito, a reunião também foi uma oportunidade de estreitar os laços do Poder Executivo com a comunidade católica, visto que há muito potencial de criação de eventos que prezam pelo bem para os cidadãos. Na ocasião, o bispo diocesano elogiou a administração atual, enaltecendo o avanço que Ferraz vem tendo nos últimos anos. O padre Alessandro Campos, que tem como sucesso o single "O que é que eu sou sem Jesus?", aproveitou o encontro para conversar com os párocos de Ferraz e, também, com os jovens do grupo "Cristo É Show", sobre a atuação da juventude católica na cidade, bem como o desenvolvimento de projetos para este público durante o ano. Segundo Filló, o encontro foi muito produtivo, principalmente por conseguir conversar com o bispo Dom Pedro sobre o crescimento das igrejas católicas, já que é de responsabilidade dele o gerenciamento de padres e igrejas do Alto Tietê. "O bispo e o padre Alessandro são pessoas maravilhosas. Nosso almoço foi muito tranquilo e conseguimos pontuar muitos assuntos sobre a parceria existente entre a Prefeitura e os cristãos, além, é claro, de estabelecermos projetos futuros, visando sempre o melhor para os ferrazenses", conclui Filló.