Editorial

Transporte de animais

22/10/2015 07:00


No momento de viajar para passear, visitar a família ou os amigos, há sempre a dúvida de onde deixar seu animal de estimação. Se não deu para deixá-lo sozinho em casa e a única solução é levá-lo, é de extrema importância seguir as normas para o transporte de animais em ônibus e assim seguir sua viagem tranquilamente. As prefeituras das cidades da região começaram a tratar do assunto, conforme o DS trouxe na edição de ontem informações sobre o tema. A permissão para transporte de animais em ônibus varia de acordo com a norma interna de cada cidade. Normalmente, os animais de pequeno porte devem viajar em caixas adequadas e bem selecionadas (tamanho padrão: 20cm de largura, 25cm de altura e 40cm de comprimento) para oferecer conforto ao animal e não causar incômodo para outros passageiros. De acordo com o regulamento da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), para que o animal de estimação viaje em ônibus rodoviários, o dono deverá pagar uma passagem extra para acomodá-lo ao seu lado sempre em caixas O DS trouxe ontem informação de que Suzano e Ferraz estão elaborando projeto de lei para permitir o transporte de animais dentro dos ônibus municipais. Poá, seguindo exemplo de outras cidades – como São Paulo e Porto Alegre – aprovou lei autorizando o transporte. Para que os animais sejam transportados há algumas condições que precisam ser atendidas, como ser de pequeno porte, apresentar Certificado de Vacinação e levar dentro de gaiolas. Em Suzano, a Prefeitura informou que para elaboração da lei, o assunto deve ser sugerido e discutido no Conselho Municipal de Transportes. Este, por sua vez, pode propor a Secretaria de Trânsito e Mobilidade Urbana que estude a viabilidade do projeto. A autorização para transporte de animais nos ônibus, com segurança, mostra que a proteção no Brasil cresce cada vez mais, seja por meio de movimentos incentivados pelo público em geral ou por leis e decretos que garantem a integridade dos bichinhos. Ao longo da última década, diversas legislações, entidades e associações foram criadas para garantir o bem-estar de todo tipo de animal no País, e variados movimentos contra maus-tratos e experimentos com bichos surgem a cada dia, incentivados pelos amantes da natureza e dos animais.