Economia

IPCA em 12 meses é o maior desde novembro de 2003

07/11/2015 07:00


A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em outubro alcançou a maior taxa acumulada em 12 meses, de 9,93%, desde novembro de 2003, quando estava em 11,02%. Os dados foram divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já a variação de preços de 0,82% detectada no mês foi o maior resultado para meses de outubro desde 2002, quando o IPCA atingiu 1,31%. De janeiro a outubro de 2015, a taxa acumulada de 8,52% foi o maior resultado desde 1996, quando estava em 8,70%. A inflação registrada de janeiro a outubro de 2014 foi de 5,05%. Combustíveis Combustíveis foram os maiores vilões da inflação de outubro. A alta de preços chegou a 6,09% e representou o maior impacto para o IPCA do mês, segundo o IBGE. A contribuição foi de 0,30 ponto porcentual, o equivalente a 37% do resultado do índice. Os combustíveis têm um peso de 4,89% no IPCA. A gasolina ficou 5,05% mais cara em outubro, impacto de 0,19 ponto porcentual para a taxa de 0,82% do IPCA do período. Os preços aumentaram 6,21% em São Paulo. A menor altas foi no Recife (1,70%).