Cidades

Economia de água tem queda de 9,7%

12/11/2015 07:01


A economia de água teve queda de 9,7% no mês passado em comparação a setembro. A diferença é de 76,8 milhões de litros entre um período e outro. Em setembro foram economizados 790,8 milhões. No mês passado foram 714 milhões de litros poupados em sete cidades da região e bairros de divisa de Mogi das Cruzes. As informações foram passadas ontem pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O volume economizado em outubro seria suficiente para abastecer aproximadamente 216 mil pessoas por um mês, considerando a recomendação da Organização das Nações Unidas (ONU) de um consumo diário de cerca de 110 litros por dia por pessoa. Em comparação a outubro de 2014, a economia de água no Alto Tietê aumentou 126%. Na época o volume poupado havia alcançado apenas 316 milhões de litros de água. Desde o início do ano, quem sai da faixa de consumo médio anterior é multado. Em fevereiro de 2014, em virtude da crise hídrica, a companhia criou um programa de bônus, oferecendo desconto aos clientes que reduzem o consumo de água. Também é aplicada desde janeiro de 2015 uma multa para quem gastar mais água do que a média de consumo anterior à crise hídrica. A Sabesp observou que do total de clientes, 63% deles reduziram o consumo e tiveram o bônus em outubro. Já outros 13% reduziram o consumo, mas, não atingiram a faixa de bônus. Outros 15% dos clientes tiveram a aplicação da tarifa de contingência (ônus) em suas contas por aumento do consumo de água. Do total, 9% ainda aumentaram o consumo, porém não tiveram a aplicação da tarifa por estarem dentro da faixa de consumo mínimo, que é de até dez metros cúbicos por mês. Em setembro, 78% dos clientes reduziram o consumo e 65% obtiveram o bônus.