Região

Moradores reclamam de obras inacabadas ao redor da Estação Ferraz

18/11/2015 07:01


 Na próxima semana, a Estação Ferraz de Vasconcelos da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) completa três meses de inauguração, contudo, a falta da conclusão de partes da obra ao redor da estação vem atrapalhando os moradores do município. Aqueles que utilizam os trens e o ponto de ônibus ao lado, na Rua Vereador Diomar Novaes, reclamam da falta de pavimentação, buracos na calçada e fundas valetas que acumulam água e lama no local. O DS esteve no local e observou que o lugar, que é utilizado para embarque e desembarque de ônibus, não possui pavimentação e tem largos buracos, que aparentemente servirão para erguer pilastras de sustentação da cobertura do local. Esse também é um dos problemas apontados pelos moradores. O ponto de ônibus não possui abrigo para chuva e sol, e a quantidade de água e lama acumulada nas valetas atrapalham os moradores para o embarque e desembarque no transporte. Esse é o caso da moradora Camila Lima Rocha, de 19 anos, que pega diariamente o ônibus no local. De acordo com ela, em situações de chuva ou muito sol, muitos passageiros esperam o transporte do outro lado da via. "Devido à falta de cobertura, às vezes esperamos do outro lado, principalmente em dias de chuva. Acredito que a situação é ainda mais complicada para as pessoas com dificuldade de locomoção, como idosos, que não possuem lugar para se sentar e esperar o ônibus", contou. A estudante explicou ainda que os passageiros têm que tomar cuidado para não sujarem os pés todas as vezes que vão pegar a condução. "Os motoristas precisam chegar com o ônibus bem próximo dos passageiros para conseguirmos entrar sem pisar na lama e nas poças. Está uma bagunça, uma sujeira", comentou. O aposentado João Barreto, de 65 anos, comentou sobre o forte sol que precisam aguentar e a falta de pavimentação. "Enquanto estiver assim, vai atrapalhar a gente. Mais ainda o pessoal mais velho. Mas acredito que logo serão concluídas estas obras", ressaltou. O DS entrou em contato com a CPTM para um parecer sobre as obras no local e a companhia informou que as intermediações ao redor da Estação Ferraz são de responsabilidade da Prefeitura Municipal.