Região

Região terá R$ 24,7 mi para combater extrema pobreza

02/12/2015 07:00


O Alto Tietê receberá R$ 24.771.402 de auxílio para o combate à extrema pobreza, por meio do Família Paulista. O programa, do governo do Estado, deve ser lançado hoje pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), às 10 horas, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. O objetivo principal do programa, segundo o governo, é promover o desenvolvimento social da família e território em que ela reside. Entre 27 cidades contempladas na primeira fase em todo o Estado, sete municípios são da região. São eles Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá e Suzano. Serão beneficiadas 15.981 pessoas no Alto Tietê. A cidade que concentra o maior número de moradores a serem atendidos é Mogi das Cruzes, com 4,5 mil. Consequentemente, é a que receberá o maior repasse do governo: R$ 6.957.600. Em seguida vêm Itaquaquecetuba, Suzano, Arujá, Biritiba Mirim e Poá. Já Ferraz de Vasconcelos, na região, é a que receberá o menor valor, R$ 2.140.814. O montante acompanha o fato de Ferraz ter o menor índice de pessoas a serem beneficiadas entre as sete, com 1.367. (Confira mais informações no quadro abaixo). FUNDO DE COMBATE À POBREZA Em outubro, o governador instituiu o Fundo Estadual de Combate à Pobreza, o qual terá recursos que serão aplicados em programas voltados à nutrição, habitação, educação e saúde. Este Fundo será mantido com o adicional de dois pontos percentuais nas alíquotas do ICMS de produtos considerados supérfluos, como cigarro, que subiu de 25% para 30%, e de bebidas alcoólicas, que teve aumento de 18% para 20%, após sanção da lei por parte de Alckmin. Assim, o fundo receberá em torno de R$ 1 bilhão por ano para serem repassados aos municípios dentro do programa de combate à pobreza.