Esportes

Basileiros dão novo impulso ao futebol chinês

20/12/2015 07:00


 Mesmo em baixa no cenário mundial, jogadores e técnicos brasileiros estão sendo contratados para dar um novo impulso ao futebol chinês. Depois de propostas milionárias, foram para lá Vanderlei Luxemburgo, Mano Menezes e Felipão, os três últimos técnicos da seleção brasileira, e um punhado de bons jogadores como Robinho, Diego Tardelli e Jadson. Paralelamente, os chineses estão no Brasil para buscar a inspiração direto na fonte. É uma imigração para treinar e compartilhar o que viram. Os dirigentes do Shandong Luneng compraram em julho do ano passado o CT que pertencia ao Desportivo Brasil, em Porto Feliz, no interior de São Paulo. O complexo de 160 mil metros quadrados tem cinco campos oficiais, piscina, sala de musculação e alojamento. Tudo voltado para as categorias de base. Com isso, o trabalho é realizado em duas frentes: a contratação de estrangeiros para a equipe profissional e a manutenção de CT de ponta para desenvolver as categorias de base. Todo o ambicioso projeto do clube do técnico Mano Menezes e dos brasileiros Diego Tardelli, Aloísio e Junior Urso é propiciar a chegada de um clube chinês às principais ligas europeias.