Cidades

Número de homicídios em Suzano aumenta 41,67% em um ano, diz SSP

24/12/2015 07:00


Nos onze primeiro meses deste ano, Suzano registrou 34 casos de homicídios dolosos. No ano passado, o número, no mesmo período, era 24. Ou seja, houve um aumento de 41,67% no número de casos deste tipo de crime. Em contrapartida, foi registrada a queda nos casos de estupros, de roubo e de furto de veículo. Os dados foram divulgados ontem pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP). O número de vítimas de assassinadas de janeiro a novembro, deste ano, foi de 36. O que representa um aumento de 38,46% quando comparado ao mesmo período de 2014. Na ocasião, 26 foram computadas. De acordo com a SSP, os estupros em Suzano caíram de 89, entre janeiro e novembro de 2014, para 77, neste ano. Uma redução de 13,48%. Já os crimes de roubo de veículos tiveram queda de 21,23%, passando de 876 para 690 ocorrências, no mesmo período. Já os furtos de veículos tiveram queda de 138 casos. O município suzanense foi responsável por 19,65% dos casos de homicídios registrados no Alto Tietê durante o ano. As cidades de Arujá, Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Santa Isabel, Salesópolis e Suzano somaram juntas 173 casos de assassinatos. Destas Mogi e Itaquá estão no topo da lista com 48 e 43 ocorrências, respectivamente. Se comparado o período de janeiro a novembro de 2014, o aumento no caso de homicídios na região foi de 1,76%. Os assassinatos passaram de 170 para 173. Em contrapartida aos dados apresentados na região, quatro cidades apresentaram queda nas ocorrências deste crime. Sendo elas, Mogi das Cruzes, que passou de 60 para 48; Itaquaquecetuba, de 46 para 43; Santa Isabel, de seis para quatro; e Biritiba Mirim de três para dois casos.