Polícia

Vigilante é baleado no rosto em assalto

13/01/2016 07:00


Um vigilante, de 39 anos, foi baleado no rosto durante um assalto, em Suzano. Ele fazia a segurança na distribuidora Panco, situada na Rodovia Índio-Tibiriçá (SP-31), no Jardim Pompéia, quando um criminoso o atingiu duas vezes. A tentativa de latrocínio - roubo seguido de morte- ocorreu na noite de segunda-feira. Um revólver calibre .38 carregado foi roubado. A Polícia Civil analisa se o alvo do criminoso era invadir e roubar a distribuidora ou o armamento do vigilante. Os funcionários da empresa ouviram os disparos e encontraram o vigilante caído no chão. O resgate conseguiu chegar a tempo para estabilizá-lo e o levar às pressas à Santa Casa de Suzano. A Polícia Militar chegou momentos depois, no entanto, não conseguiu obter nenhuma informação sobre o autor do crime. Sendo assim, os policiais foram orientados a seguir para a unidade hospitalar. O vigilante conseguiu descrever alguns acontecimentos anteriores aos disparos. Ele disse que estava de costas, quando um ladrão comunicou o assalto e atirou. A vítima ainda contou não ter reagido e não ter observado nenhuma característica do criminoso ou se houve a participação de mais suspeitos. ESTADO DE SAÚDE A Santa Casa, por meio da assessoria da Prefeitura, informou que o estado de saúde do vigilante é estável. A nota ainda informa que "o paciente foi transferido ainda na madrugada para o serviço particular de saúde (convênio médico)". O atendimento clínico confirmou que a vítima tinha três perfurações de disparos causando-lhe ferimentos na mandíbula e ombro, sendo que um diagnóstico primário confirmou a fratura na mandíbula. INVESTIGAÇÃO A polícia deve analisar se câmeras de vigilância da distribuidora filmaram a chegada do assaltante e supostos comparsas. A investigação segue para descobrir se o intuito era a invasão ao local e/ou roubar o revólver do vigilante.