Caderno D

Juliana Paiva fala sobre 'Totalmente Demais'

17/01/2016 07:00


A carreira de Juliana Paiva na TV começou a decolar mesmo há cinco anos. Mas a atriz já conseguiu algo pelo qual poucas de suas colegas passaram: ter um papel escrito especialmente para ela. Foi justamente isso que Rosane Svartman e Paulo Halm fizeram com a aspirante a modelo Cassandra de “Totalmente Demais”. Depois de ver a atriz roubar a cena como a espevitada Fatinha da vigésima temporada de “Malhação”, assinada por Rosane e que teve Paulo como colaborador, a dupla não hesitou em imaginá-la, desde o início, no papel de antagonista da novela das 19 horas da Globo. "É óbvio que eu me empenharia também se não fosse isso, mas me motiva ainda mais. Sou relativamente nova na televisão e me sinto orgulhosa e feliz por ter conquistado tamanha confiança", diz, sempre com um largo sorriso no rosto. Juliana não nega que Cassandra seja a maior rival de Eliza (Marina Ruy Barbosa). E nem que as armas utilizadas pela ex-garçonete do Bairro de Fátima para sabotar a ruiva carreguem algum traço de vilania. Porém, parece não gostar quando qualquer rótulo é dado à personagem. "Cassandra tem um lado bem puro e um sonho que quer realizar desde pequena: ser uma top model famosa. E, finalmente, está conseguindo entrar nesse universo. Por isso não mede esforços para chegar onde quer. Não é uma maldade consciente", analisa a atriz, que dá pistas de que a relação entre Eliza e Cassandra deve se transformar no futuro. "Essa rivalidade surgiu no primeiro contato das duas e garante diversas cenas engraçadas. Mas pode mudar ao longo da trama", declara. A atriz garante que não precisou fazer laboratório para encarar esse trabalho. "O próprio texto já me mostra que caminho devo seguir", aponta. Mas Juliana assume que fez uma pesquisa na internet para procurar meninas com uma energia semelhante à de Cassandra. "Existem várias por aí: aquela galera que no final da entrevista acena para a câmera, que faz tudo para ser famosa. O YouTube mesmo tem alguns canais de meninas assim", entrega Juliana, que deixa escapar que sua personagem também vai se envolver em uma questão amorosa, mas não cita nomes. Na sinopse original, a ideia era que ela se relacionasse com o artista plástico Jamaica (Gabriel Reif). "Não posso adiantar nada. Mas ela vai ficar dividida em algum momento da história", desconversa. Um dos fatores que mais empolgam Juliana em “Totalmente Demais” é justamente a possibilidade de fazer comédia. Ela até experimentou o gênero quando interpretou a Fatinha em “Malhação” e, antes, em 2010, em algumas sequências do "remake" de “Ti-Ti-Ti”, como a impetuosa Valquíria. Mas nada perto dos exageros cometidos hoje por Cassandra. "É diferente de tudo que já pensei em fazer na televisão. E tenho certeza de que, até o final da novela, vou aprender e crescer bastante como profissional", analisa.