Cidades

Celebração em homenagem a São Sebastião atrai mais de 2 mil fiéis

21/01/2016 07:01


Mais de dois mil fiéis foram ontem à igreja Matriz de Suzano para assistir missa, acompanhar a procissão e distribuição de bolo, realizados em homenagem a São Sebastião, padroeiro da cidade. Logo no começo das atividades, a igreja ficou cheia e alguns cristãos assistiram a celebração do lado de fora da Paróquia. Neste ano, as homenagens ao santo padroeiro tiveram início no último dia 11, quando começou a novena e a realização de festas sociais. Ontem, após a distribuição do tradicional bolo de São Sebastião, foi encerrada a homenagem que teve como tema a Misericórdia, assunto proposto pelo papa Francisco. Segundo o diácono Dercides de Izidoro, a missa foi celebrada pelo padre Ademir de Barros e contou com a presença de párocos das Igrejas ‘A Mão do Redentor’ e ‘São José do Operário’, além de seminaristas. Já a procissão percorreu as principais ruas do Centro. Ela começou na Rua Benjamin Constant, passou pela Rua Portugal Freixo e se encerrou na Rua General Francisco Glicério. De volta à igreja, a missa foi encerrada e os fiéis participaram da distribuição do bolo. CELEBRAÇÃO O tema escolhido para representar a celebração foi "Sede Misericordioso como o Vosso Pai é Misericordioso", baseado no versículo 36 do sexto capítulo do evangelho de São Lucas. Para os fiéis ontem foi um dia especial. A dona de casa, Magda de Oliveira, disse que sempre que pode prestigia a celebração. O dia de São Sebastião é uma data onde eles podem se reunir para celebrar. "Um dia maravilhoso. Já fiz alguns pedidos ao padroeiro e aguardo a graça", completa. As amigas e irmãs de igreja, da Legião de Maria, Mari,stela Santos e Francisca Maria Gonçalves, também celebram a data anualmente. "Sempre assistimos a missa em homenagem ao São Sebastião. É uma data importante e um dia especial. A igreja sempre enche e todos querem festejar o padroeiro da cidade", comentam. SÃO SEBASTIÃO O padroeiro São Sebastião, nascido na França, em Narbona, foi um mártir e santo cristão. Ele foi morto durante uma perseguição levada a cabo pelo imperador romano Diocleciano. De acordo com a tradição oral, atribuídos a Santo Ambrósio de Milão, Sebastião era um soldado que teria se alistado no exército romano por volta de 283 d.C. com a única intenção de afirmar o coração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas. São Sebastião nunca deixou de ser um cristão convicto e ativo. Fazia de tudo para ajudar os irmãos na fé e revelar o Deus verdadeiro aos soldados e prisioneiros.