Cidades

Mobilização contra o Aedes aegypti chega aos CDPs de Suzano e Mogi

04/02/2016 07:00


A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária está mobilizou funcionários para exterminar o transmissor de dengue, chikungunya e zika vírus. Os dois Centros de Detenção Provisória (CDPs) da região - Suzano e Mogi - também estão realizando a ação. Isso porque o mosquito Aedes aegypti entrou nos presídios paulistas, mas encontra resistência. Em cada presídio, um funcionário foi designado como 'guardião' no combate ao mosquito. Toda semana, equipes fazem a coleta de entulhos, capinação, vistoria e manutenção predial para eliminar criadouros. NO ESTADO A ação está sendo realizada nas 163 unidades prisionais do Estado. Ao todo, 37 mil servidores e 226 mil presos estão mobilizados para exterminar o Aedes agypti. Na penitenciária de Assis, por exemplo, os detentos montaram e exibiram uma peça teatral para internos e funcionários. Em Limeira, os presos do Centro de Ressocialização foram contratados para confeccionar armadilhas que estão sendo espalhadas na cidade e no interior da unidade.