Cidades

159,9 mil alunos das escolas da rede estadual voltam às aulas

16/02/2016 07:01


Mais de 159,9 mil alunos da rede estadual de ensino, de sete cidades do Alto Tietê, voltaram às aulas ontem. O movimento foi tranquilo na volta às aulas das escolas estaduais de Suzano. A dirigente regional de Ensino, Vera Lucia Miranda, explicou que no primeiro dia foi definida a apresentação dos alunos, além de mostrar o método de ensino e as atividades que serão aplicadas ao longo do ano letivo. As aulas acontecem em três períodos: o matinal vai das 7 às 12h20, o vespertino das 13 às 18 horas e o noturno das 19 às 23 horas. Vale destacar que não houve trânsito e nenhum tipo de transtorno relatado durante a chegada dos estudantes as unidades. Os números de alunos são dos municípios de Biritiba Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis e Suzano. "No primeiro dia cada escola preparou uma atividade diferenciada para receber os alunos. Foi um acolhimento. Isso se deve, por conta de muitos estudantes terem saído da rede municipal e estarem integrando agora na estadual. Para este ano já estamos planejando alguns trabalhos e atividades. As expectativas são boas para 2016, já que no último ano muitas unidades superaram algumas metas", argumentou a dirigente regional. Na Diretoria de Ensino de Itaquá e Poá são 57.139 alunos. Na de Mogi das Cruzes, que inclui Biritiba Mirim e Salesópolis, são 44,5 mil estudantes. A Diretoria de Ensino de Suzano, que inclui Ferraz de Vasconcelos, consta 58.297 estudantes na rede estaduais. A Secretaria de Educação do Estado informou que estes números podem ser modificados. A assistente de administração Adriana Bertelli espera que neste ano as atividades da escola sejam boas. "Meu filho estava na escola municipal e agora passou para estadual, espero que seja igual era. No ano anterior, muitas atividades de ótima qualidade eram realizadas". O padeiro Claudio Ribeiro disse que a expectativa é que melhore a cada ano mais. "A volta às aulas é sempre bom para as crianças, mas que sempre modifiquem e consertem erros feitos no último ano". A dona de casa Ivanize Regina falou que será um grande ano para sua filha. "Os professores da escola são muito bons e esperamos que neste ano continue os mesmo trabalhos".