Nacional

Dilma se encontra com Lula em São Bernardo

06/03/2016 08:00


 Uma hora depois de chegar ao apartamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para uma visita, a presidente Dilma Rousseff (PT) deixou o local ontem sem falar com a imprensa ou com os manifestantes que se encontram no local. Minutos antes, no entanto, ela desceu até o hall de entrada do prédio e acenou para as dezenas de pessoas que se encontram em frente ao imóvel do ex-presidente, em uma vigília iniciada às 9 horas. O ministro Jaques Wagner acompanhou a presidente na visita. Diferentemente de Lula, que saiu à rua e abraçou os simpatizantes, Dilma apenas abriu o portão de entrada e acenou para as pessoas presentes no local. A presidente foi recebida com gritos de "não vai ter golpe". O deputado federal Vicente Paulo da Silva (PT-SP), conhecido como Vicentinho, afirmou que o encontro entre Dilma e Lula foi bom. "Eles falaram sobre o abuso cometido ontem pelo juiz Sérgio Moro", relatou o deputado, referindo-se à condução coercitiva do ex-presidente na sexta-feira, durante a 24ª fase da Operação Lava Jato. Segundo o parlamentar petista, "a ação comprova um conluio entre Moro, PSDB e as elites que não querem Lula no poder". CUT O secretário-geral da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sérgio Nobre, afirmou que estão programados atos em defesa da democracia e em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nos próximos dias 8, 18 e 31 deste mês.