Esportes

Toloi admite mau posicionamento, mas minimiza culpa por revés do São Paulo

03/04/2015 08:00


Uma semana de dois erros crassos colocaram o zagueiro Rafael Toloi como um dos vilões dos recentes tropeços do São Paulo na temporada. A expulsão prematura contra o Palmeiras e o bote errado no jogo contra o San Lorenzo, na última quarta-feira, contribuíram para deixar o time inseguro na temporada e o jogador questionado sobre a sua condição de titular. No desembarque da equipe em São Paulo, ontem, depois da derrota em Buenos Aires pela Copa Libertadores, Rafael Toloi sentiu o descontentamento do torcedor. Mesmo sem a presença de membros das organizadas, alguns passageiros que estavam no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP), provocaram o jogador, que levou um chapéu do centroavante Cauteruccio no lance do gol da vitória do San Lorenzo por 1 a 0. O zagueiro se esquivava dos gritos de "bote de várzea" e dos pedidos de raça graças aos fones de ouvido, mas deixou de ouvir música para responder aos jornalistas. "Eu estava bem e ganhando todas as jogadas. Infelizmente perdi em um lance individual, eles foram felizes e fizeram o gol", justificou. Rafael Toloi não admitiu ter falhado no lance, elogiou o atacante adversário e negou viver má fase. "Nunca estive tão bem fisicamente quanto estou agora. Tenho jogado bem. Aconteceu contra o Palmeiras de ter sido expulso no começo. Mas nesse jogo eu vinha fazendo uma boa partida", explicou. O zagueiro voltou ao São Paulo em julho do ano passado depois de um semestre de empréstimo na Roma. No retorno, chegou como a solução para o setor, mas agora convive com a sequência de erros Na semana passada, levou o cartão vermelho aos sete minutos de jogo por ter agredido Dudu, do Palmeiras. A expulsão logo cedo complicou o São Paulo, que já perdia por 1 a 0 e ainda levou mais dois gols.