Esportes

Mogiano, Felipe fala ao DS do bom momento e sonha com a seleção

26/03/2016 08:00


O mogiano Felipe Augusto de Almeida Monteiro tem ganhado cada vez mais destaque no Corinthians. O zagueiro vive o melhor momento da carreira e após ficar três temporadas na reserva, ganhou uma chance com o técnico Tite, o que permitiu que ele ganhasse cada vez mais espaço. Com o bom desempenho no time da Capital, ele quer alçar voos mais altos e sonha um dia em defender a seleção brasileira. O zagueiro contou que mesmo com a saída de muitos jogadores do elenco corintiano para o futebol chinês, o time tem conseguido bons resultados nos campeonatos, graças a Tite. "A expectativa (para esta temporada) é ótima porque a gente é líder nas duas competições, na Libertadores e no Paulista. O time está começando a se acertar. O Tite sabe que a gente tem muito a crescer e ele exige bastante nesta parte. A gente tem ainda muita evolução pela frente no campeonato. O time está muito bem e daqui para a frente só virão coisas boas", explicou em entrevista ao DS. "O Tite impõe um jeito de jogar e todos estão aceitando o modo de ele treinar. A gente coloca isso em jogo e tem dado muito certo", falou ele ao frisar que o técnico é um dos grandes responsáveis pelo desempenho do time. Com 26 anos, Felipe ainda sonha em defender a seleção brasileira. Para isso, o jogador busca evoluir cada vez mais. "Esse é meu objetivo, defender a seleção brasileira. Graças a Deus, estou muito bem. Tenho que continuar evoluindo, mas este é meu foco principal hoje". O jogador participou do evento Jogo das Estrelas, neste mês em Mogi, e falou que apesar de jogar no time da Capital, ele vem sempre à cidade e acompanha de perto o time de basquete, o Mogi/Helbor. "Joguei basquete uns quatro anos e acompanho sempre o time. Conheço os jogadores, tem uns até que são corintianos. Para mim é muito importante participar de um evento importante como este". CARREIRA Após tentar várias vezes deslanchar como jogador de futebol, Felipe foi revelado pelo União Mogi. O zagueiro se tornou jogador profissional do time da cidade mogiana em 2010. No ano seguinte recebeu uma proposta do Bragantino. Como se destacou jogando pelo time do interior paulista, o atleta foi para o Corinthians em 2012. Após ficar três anos no banco de reservas, desde o ano passado, ele tem demonstrado uma grande evolução. Chegou a ser especulado, no final do ano passado, que ele está atraindo interesse de times europeus