Lance Livre

Lance Livre 24/04/2016

24/04/2016 08:00


Alckmin nas eleições O governador Geraldo Alckmin (PSDB) ainda não sabe se vai realmente “subir nos palanques” dos principais candidatos a prefeito das cidades da região, assim que as definições, por meio de convenções partidárias, forem concretizadas. Expectativa de ampliação A expectativa do PSDB é ampliar o número de prefeitos no Estado de São Paulo, hoje cerca de 170. Partidos Nas últimas eleições municipais, em 2012, em nível nacional, o PMDB, partido do vice-presidente da República, Michel Temer, foi a sigla que conquistou o maior número de prefeituras – 1.041 – entre os 5.568 municípios onde houve disputa eleitoral. Segundo lugar O PSDB ficou em segundo lugar, com 718 municípios, seguido pelo PT, que venceu em 566, de acordo com levantamento feito com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). PSD Criado em 2011 e disputando sua primeira eleição, em 2012, o PSD saiu vitorioso da disputa pelo Executivo municipal em 502 cidades, ficando em quarto lugar, seguido pelo PP (472), PSB (428), PDT (319), PTB (297), DEM (278), PR (277) e PPS (126). Discussões antecipadas As eleições serão somente em outubro, mas as discussões já foram antecipadas, assim como as prioridades para os municípios. Saúde e segurança Nas cidades do Alto Tietê, por exemplo, as questões da saúde, segurança e falta de emprego são temas recorrentes nas reivindicações dos moradores. Horário ampliado Por conta da proximidade do final do prazo, no dia 4 de maio, para alistamento eleitoral e transferência de títulos, com vistas às eleições municipais de outubro, a Justiça Eleitoral paulista vai ampliar em três horas o atendimento ao eleitor. 9 às 18 horas Até 4 de maio, os cartórios passam a funcionar, de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas. As unidades funcionaram, inclusive, no feriado e também vão ter horário maior 23 e 24 de abril (sábado e domingo), 30 de abril (sábado) e 1º de maio (domingo). Alistamento O alistamento eleitoral e o voto são obrigatórios para os maiores de 18 anos e facultativos para os analfabetos, jovens com 16 e 17 anos e maiores de 70.