Caderno D

Neura: Apresenta ‘O Velório’ pela primeira vez no Espaço N em Suzano

26/04/2016 08:00


Dois anos atrás, o Teatro da Neura ocupava o Teatro Municipal Doutor Armando de Ré, em Suzano, com a estreia do espetáculo "O Velório", que conquistou o Programa de Ação Cultural (ProAC) em 2012. Após circular ao longo de 2013 em cidades com menos de 50 mil habitantes, conforme pedia o edital, a companhia teatral encena a peça pela primeira vez em sua sede, o Espaço N de Arte e Cultura, nos dias 14, 15, 21, 22, 28 e 29 de maio, às 20 horas. O espetáculo tem cerca de duas horas de duração e conta com um intervalo de 10 minutos. Cada encenação terá um público de 35 pessoas. A classificação indicativa é de 12 anos.         A apresentação, que faz parte da programação do Neurofobia, evento que celebra, neste ano, o 12º aniversário do grupo, tem ingressos no valor de R$ 10, com meia-entrada para estudantes, professores e moradores do Jardim Imperador, mediante comprovação de endereço. As entradas podem ser adquiridas no Espaço N a partir do dia 30 de abril. A sede do grupo fica na Rua José Garcia de Souza, 692, no Jardim Imperador, em Suzano. Com dramaturgia e direção de Antônio Nicodemo, "O Velório" convida o público a conhecer a história de quatro mulheres, Maria Hercília, Dona Conceição, Ana Maria e Graça, que transitam nas dores de mulher traída de Hercília, reveladas após a visita da Madre, símbolo máximo da presença divina na comunidade, e velam durante a Páscoa, que tem duração de um ano, o marido da primeira personagem. A peça propõe a transposição de elementos narrativos do Realismo Fantástico com a encenação teatral. De acordo com Nicodemo, que também é fundador do Teatro da Neura, a estreia do espetáculo na sede da companhia teatral é carregada de simbologia, pois a peça amadureceu e acompanhou a evolução dos atores. "A peça, que inicia a Trilogia dos Sacros Dias, é a primeira do grupo que estreia no Espaço N. Estamos ansiosos para a apresentação e já temos um bom retorno das pessoas que acompanham a nossa página nas redes sociais", comenta. Para que a peça possa ser apresentada no Espaço N, ela passou por algumas modificações. Uma delas é a personagem Madre, que era interpretada pela atriz Patrícia Faria e será encenada pelo ator André Antero.