Cidades

Sindicato dos Papeleiros cobrará esclarecimentos da Suzano Papel

07/06/2016 08:00


Novos esclarecimentos sobre a explosão seguida de incêndio, ocorridos na Suzano Papel e Celulose, na semana passada, serão solicitados pelo Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Papel, Papelão e Cortiça de Mogi das Cruzes, Suzano, Poá e Ferraz de Vasconcelos, à empresa nos próximos dias. Um ofício será encaminhado em regime de urgência, para que um encontro seja realizado entre as diretorias dos órgãos em até 15 dias. Segundo o diretor geral do sindicato, Daniel Araújo Matos, ontem a direção se reuniu para debater os próximos passos em relação ao incidente. "Ainda não recebemos um laudo conclusivo sobre o acidente. Oficiaremos a Suzano nos próximos dias para que ela nos dê mais esclarecimentos, enquanto isso faremos trabalhos internos para informar a categoria", explica. Matos destaca que até o momento o sindicato tem conhecimento do vazamento de gás, mas ainda não sabe se a mangueira teve rompimento ou se foi desacoplada. "Sabemos o que vimos lá, que o problema foi no abastecimento da empilhadeira", completa. O entidade também fará ações em frente à Suzano Papel para alertar os trabalhadores sobre ações de segurança e prevenção de acidentes, além de cobrar que medidas preventivas sejam adotadas pela empresa. Ao mesmo tempo, o corpo jurídico do órgão acompanhará o processo até a emissão do laudo técnico oficial. CASO Uma explosão seguida de incêndio, de grandes proporções, deixou duas pessoas feridas, na última terça-feira, na Suzano Papel. O fogo começou, por volta das 18h30 e se estendeu por toda a noite, em um galpão que picota e fabrica papel. As chamas ainda se alastraram para a área que armazena bobinas. Houve duas vítimas, sendo que uma teve queimaduras de segundo grau. As primeiras informações apontam que a explosão foi provocada pelo vazamento de gás de uma empilhadeira. Mais de 30 viaturas do Corpo de Bombeiros, com 100 homens, de diversas cidades da região foram deslocadas para controlar o incêndio. Sete viaturas da Polícia Militar (PM) também estiveram no local.