Polícia

Suspeito de matar mulher é levado para a cadeia

30/06/2016 08:00


O suspeito preso segunda-feira por matar e queimar uma mulher de 22 anos - na ocasião, sua esposa- foi levado para a Cadeia de Mogi das Cruzes ontem. Ele estava internado no Hospital Luzia de Pinho Melo, também em Mogi das Cruzes, por causa de um câncer. Na segunda-feira, policiais da Delegacia da Mulher de Mogi das Cruzes prenderam o homem, de 50 anos, que estava internado. Ele era procurado desde a época do crime, quando fugiu. O encontro aconteceu depois de uma denúncia anônima. Em agosto de 2013, o homem espancou, matou e queimou sua esposa. Juntos, eles tinham três filhos, que na época estavam com 6 e 4 anos, e 8 meses. As investigações do caso começaram logo depois da mãe da vítima ter registrado um Boletim de Ocorrência (B.O.) de desaparecimento de Janaína Alves Repullo, sem imaginar que a filha teria sido morta pelo próprio marido. O corpo da mulher foi encontrado em um terreno baldio em Itaquaquecetuba. Totalmente queimado, foi reconhecido porque ao seu lado estava um travesseiro de bebê que havia sumido da casa deles. O casal morava no bairro do Rodeio, em Mogi das Cruzes, e depois dos fatos, o homem fugiu. Mas, já preso, irá responder por homicídio com requinte de crueldade e ocultação de cadáver.